Tecniforte: determinação para fabricar o melhor cabo de guitarra

Tecniforte: determinação para fabricar o melhor cabo de guitarra
dezembro 16 15:16 2008

Com uma clara visão de negócios o empresário Daniel Klajman, da Tecniforte, tem como meta fabricar o melhor cabo de guitarra do Brasil

A concorrência que se prepare, porque o empresário Daniel Klajman, da Tecniforte, afirma fabricar os melhores cabos do mercado. Para ele, não se trata de uma declaração sem propósito.

Para desenvolver o produto, que passou a ser comercializado no País em julho, foram necessários dois anos de pesquisas e testes, incluindo análises de modelos importados de qualidade. Ainda nova no ramo musical, a marca parece estar trazendo resultados: otimista, Klajman sente que a meta de vendas estabelecida para um ano pode ser atingida em seis meses, metade do tempo.

Cabos para instrumentos

Até agora foram desenvolvidos três modelos: o High Clear, para guitarra, baixo e violão; o No Loss, para pedal, e o True Voice, para microfone. No entanto, apesar de nova no segmento musical, a Tecniforte está há 15 anos no mercado. O carro-chefe sempre foram cabos especiais em rolos ou bobinas para setores como automotivo, industrial e sonorização.

A idéia de fabricar cabos montados para instrumentos musicais surgiu em 2006, por meio de um amigo músico que apresentou o empresário para os lojistas da rua Teodoro Sampaio, em São Paulo. “Descobri que a reclamação sobre os cabos era a mesma. Os produtos brasileiros não tinham a qualidade dos importados e, em contrapartida, os modelos de fora não possuíam preço bom.”
Ao perceber a necessidade do mercado, Klajman foi atrás de maneiras de desenvolver a mercadoria com preço viável e de forma a manter a qualidade de sinal e durabilidade. “Eu queria alcançar o nível de perfeição que não existia aqui, atingindo os importados.” A empresa hoje oferece dez anos de garantia do produto, não só contra defeitos, mas também em relação a perdas de qualidade.

Leia também:  Expomusic 2012: Staner apresenta novos amplificadores

Malha de cobre mais fechada

Uma das características que o fabricante ressalta é a cobertura de 99% de malha de cobre no interior dos cabos. “Nos concorrentes, a porcentagem máxima que se encontra é de 95%, 96%”, diz. Hoje Klajman tem orgulho ao afirmar que a malha de seus produtos é a mais fechada que existe no mercado. Com isso, ele revela que a probabilidade de o cabo deformar com alguma torção, por mais aguda que seja, é quase nula. Outro detalhe ressaltado sobre o produto são as duas camadas de cobertura de borracha: uma macia, no interior, e uma dura, para proteção interna.

::: Leia também

Para o plugue foi escolhida a marca norte-americana G&H Industries, com a qual o empresário firmou parceira de exclusividade. “O nome ainda não é muito conhecido no Brasil por eu ser o primeiro a trazê-lo para cá. Fiz teste de resistência com alicate, fazendo força para o plugue entortar. Ele praticamente não sofreu danificação. Percebi na marca ótima resistência mecânica e melhor transferência de sinal do que em qualquer outra.” Antes de firmar a parceria, o lançamento foi feito com o plugue Amphenol, que já teve a produção encerrada.
Antes de iniciar as vendas, o produto foi entregue a estúdios e músicos para testes, o que resultou nos últimos ajustes. “Depois do desenvolvimento, o resultado ficou melhor do que esperávamos”, comenta o empreendedor.

Mercado e produtos
Klajman revela ter acreditado no produto desde o início do projeto, o que o fez preparar uma linha de produção com capacidade para o dobro de sua meta inicial, que era a fabricação de 5 mil peças ao mês. Apesar de a Tecniforte ainda enfrentar os desafios de uma marca nova no mercado, as perspectivas da fábrica são grandes. “Só pelo boca-a-boca já tem gente entrando nas lojas e perguntando sobre a mercadoria. O que eu achava que seria demorado para ser reconhecido já estou vendo que será um ‘boom’ muito maior e mais rápido do que imaginava.”

Leia também:  Vandoren: centenária com espírito jovem

A empresa revela ter recebido resposta positiva de todos os endorsees contratados: Andreas Kisser, Paulo Xisto, Lobão, Joe Moghrabi, Marcio Sanches, Claudio Machado, Tihuana, Caballero e Leo Mancini.
Atualmente, a produção de cabos para o setor musical representa 5% do total da fábrica, mas as pretensões são atingir 50% de participação na linha de produção. “Encontramos um nicho a ser explorado.” Após firmar a presença no mercado nacional, os próximos passos são exportar para a América Latina e para os Estados Unidos, finaliza o empresário.

cabos-tecniforte-melhor-cabo-guitarra

cabos-tecniforte-melhor-cabo-guitarra

Comentários
view more articles

About Article Author

MM
MM

Música & Mercado é uma revista empenhada em promover e divulgar o mercado e negócios para a indústria de áudio profissional, iluminação e instrumentos musicais. Nós amamos o que fazemos.

View More Articles