Sem medo de vencer

Sem medo de vencer
julho 10 13:39 2009

Sem medo de vencer
Superar as dificuldades é assunto comum para quem está começando um negócio. Veja como a Garage Music passou por essa fase

A música sempre acompanhou os sócios Kleber Villa e José Augusto. Ambos não tinham loja, mas o primeiro era operador de som do cantor Daniel, além de ter tocado em algumas bandas de sua cidade. O segundo já trabalhava no comércio, estudou violão clássico e também tocava em bandas. Confira a história da Garage Music contada pelos dois proprietários.

"Decidimos criar a Garage Music porque sentimos que no comércio local não havia uma loja especializada nesse segmento. A maioria dos músicos se deslocava para outras cidades da região para comprar instrumentos e acessórios. Outro fator que nos levou a abrir a loja foi a carência, no mercado local, de manutenção e regulagem de instrumentos e pequenos consertos.

Nossa maior dificuldade foi ganhar a confiança do público, acostumado a lojas tradicionais em outras cidades, com uma variedade de instrumentos. Nossas dúvidas referiam-se à sustentação financeira da Garage Music e o nosso medo era conciliar os empregos com o dia a dia da loja, coisas que superamos com o tempo.

Outro problema foi que as compras eram todas à vista, até os distribuidores começarem a liberar os prazos. E como não tínhamos muito capital para o investimento, não fizemos loucuras. Montamos um pequeno negócio, de acordo com a quantidade de músicos locais. Lentamente fomos aumentando as opções de produtos, conforme a procura. Antes da abertura da loja, fizemos um levantamento dos músicos da cidade e começamos a comprar acessórios, pensando na necessidade de cada músico e, assim, foi mais fácil vender esses produtos. 

A loja foi aberta na garagem de José Augusto, um espaço de 12 m2. Fizemos uma divisória, abrimos uma porta, colocamos um balcão e começamos. Depois de seis meses, ocupamos mais alguns cômodos da casa, como o quarto, a sala e o corredor, onde temos uma oficina de reparos, num total de quase 50 m2. Mas já está faltando espaço.

Leia também:  Uma oportunidade única

No início não tínhamos funcionários. Hoje, temos apenas um, que também é músico, conhece a linguagem dos nossos clientes e tem experiência no comércio, sabe vender.

Decidimos abrir a loja justamente pela falta que sentíamos de produtos específicos e com qualidade para nós e para os consumidores da cidade. A partir disso tivemos a certeza de que era o ramo certo para seguirmos adiante.
Há muita concorrência na região, principalmente as lojas tradicionais, como a Jog, em Rio Claro, e a Sputinik, em Jaú. Mas temos nosso diferencial. Apostamos na prestação de serviços. Qualquer um pode abrir uma loja, basta ter alguma reserva financeira, mas comércio não é só isso. Nesse ramo, você tem de entender e gostar muito do que faz. Não é apenas venda de mercadorias, tem a preocupação com os anseios dos clientes.

Hoje enfrentamos a oscilação do dólar e, a partir de setembro, tivemos grandes mudanças de tributação. Nossas vendas são compostas de 40% de acessórios, 30% de instrumentos, 20% de áudio e 10% de outros itens.

Com as mudanças no mercado, houve uma pequena queda em nossas vendas, mas o faturamento está estável ao longo do ano. Temos uma expectativa de crescimento moderado, aguardando o rumo do mercado.

Gostaríamos de agradecer, do início até hoje, a ajuda, a confiança, o incentivo e a parceria de pessoas e empresas muito importantes, principalmente o sr. Luis, da Ciclotrom, que foi nosso grande incentivador e amigo, aconselhando-nos a olhar para o horizonte com a sabedoria que lhe é peculiar. E também aos grandes amigos do grupo Staner-Sonotec."

Garage Music
Proprietários: José Augusto de Mattos (Guto) e Kleber Villa
Endereço: Rua Dois Córregos, 197, Bela Vista – Brotas/SP
Contato: (14) 3653-2022  
Site: www.garagemusic.com.br

Comentários
view more articles

About Article Author

MM
MM

Música & Mercado é uma revista empenhada em promover e divulgar o mercado e negócios para a indústria de áudio profissional, iluminação e instrumentos musicais. Nós amamos o que fazemos.

View More Articles