Saindo da crise, Gibson Guitar anuncia novo CEO

Saindo da crise, Gibson Guitar anuncia novo CEO
outubro 24 10:38 2018

Há quase um ano amargando em um processo de recuperação falimentar, a Gibson Guitar anuncia seu novo CEO e executivos

Após a saída do mal quisto CEO Henry Juszkiewicz, a icônica Gibson, tradicional marca de guitarra norte-americana, o Tribunal de Falências dos EUA do Distrito de Delaware aprovou no inicio de outubro um plano de reestruturação. Algumas semanas depois, a Gibson anunciou seu novo quadro de executivos.

JC Curleigh sucederá Juszkiewicz como presidente e CEO da empresa. Anteriormente, ele atuou como presidente da Levi Strauss & Co.

“Como líder de negócios e construtor de marcas, este é o começo de uma nova era para a Gibson, que se baseará em seu comprovado status histórico e icônico”, observou Curleigh. “Estamos nos concentrando no futuro e começando de novo, com uma sólida base financeira, uma nova equipe de liderança comprometida e experiente e uma nova propriedade que é igualmente apaixonada pela marca.”, disse nos comunicados oficiais.

Nova equipe de executivos, com as nomeações entrando em vigor em 1º de novembro.

  • JC Curleigh, Chief Executive Officer
  • Cesar Gueikian, Chief Merchant Officer
  • Kim Mattoon, Chief Financial Officer
  • Christian Schmitzas, Chief Production Officer

Pedido de recuperação judicial da Gibson saiu em Maio de 2018

Declarações de recuperação judicial da empresa revelaram que a empresa estava fazendo malabarismo ao norte de US $ 500 milhões em dívidas. Como parte de sua reestruturação, a Gibson e seus credores concordaram com um novo empréstimo de até US $ 135 milhões para continuar as operações de financiamento sob a nova equipe executiva.

Diferente do que foi anunciado na imprensa brasileira, a Gibson não pediu falência. O preenchimento do ‘Chapter 11 Bankruptcy’ equivale à requisição de uma recuperação judicial, já a tradução literal do termo ‘bankruptcy’ é equivalente a ‘falência’.

Leia também:  ANAFIMA reúne lojistas e fornecedores para discutir varejo online e físico

Leia também:

Quem ficará no barco?

Curleigh liderará a nova equipe executiva enquanto a Gibson tenta reconstruir sua marca histórica. Essa não é a tarefa mais fácil, devido a inúmeras queixas da queda da mão-de-obra e artistas/endorsees que sairam da marca ao longo dos anos. “Como líderes do setor, temos uma oportunidade e uma obrigação de definir as melhores condições para o sucesso de nossas marcas, nossos fãs, nossos parceiros e nossa própria equipe ampliada”, disse Curleigh. “Estou ansioso para levar Gibson com confiança para o futuro.”

A KKR será o acionista majoritária da Gibson quando sair da concordata em 1º de novembro. O grupo terá um controle acionário na empresa.

Leia mais:

 

 

Comentários
view more articles

About Article Author

MM
MM

Música & Mercado é uma revista empenhada em promover e divulgar o mercado e negócios para a indústria de áudio profissional, iluminação e instrumentos musicais. Nós amamos o que fazemos.

View More Articles