Que bicho vai dar?

Que bicho vai dar?
Fevereiro 09 08:00 2006

O que esperar de um ano que promete ser agitado, com Copa do Mundo e eleições? Impossível prever qualquer coisa…


“Ganhar ou perder depende muito mais do apostador. Jogue o tamanho do seu desejo e certamente outro jogará diferente de você”


É comum a todos nós revermos nossos atos, decisões e tentarmos planejar e traçar os objetivos para o novo calendário fiscal que está começando. Resoluções de final de ano tomadas a partir de uma mudança de calendário fiscal.Ano após ano, essa ação se repete, desde o começo da história da humanidade…e como conseqüência,essa reflexão acontece também nas empresas.


Economistas,consultores,responsáveis pela produção das revistas,entre tantos outros especialistas, desvendam os segredos e apontam o caminho das pedras para você tornar seu planejamento exeqüível, fazendo a sua empresa dar certo em um país tão incerto. No final de novembro, assisti a um destes “gurus” que fazem previsões todo final de ano.Era famoso,inclusive.Competente no discurso, foi ineficaz quando poderia ter sido determinante…


quando ainda ministro.Saí da palestra com a mesma confiança e certeza que tenho quando ouço as previsões de Mãe Dinah ou pai Robério de Ogum nos programas de TV:“A chance disso acontecer ou de acontecer o oposto é a mesma… na maioria das vezes, fruto apenas do acaso.”


Do mesmo modo que alguém aposta na cobra… outra pessoa aposta no cachorro.Ambos têm suas certezas e intuições que o levaram a essa decisão. Alguém sempre acaba acertando.E isso acontece também nas perspectivas e projeções para o próximo ano. Cada um vai ter sua opinião, e cada um com o seu cada um.E sempre que alguém acha uma coisa,outro vai achar justamente o contrario. E você, o que acha? Claro que planejar e ter objetivos são importantes… mas não apenas ao final de cada ano. Se assim for, isso dura pouco e certamente até o carnaval você já terá desistido. Objetivos se alcançam com um pouco de planejamentoe com muita perseverança.

Leia também:  Da invenção ao inventor

AFINAL DE CONTAS, QUE BICHO VAI DAR?
Algumas apostas você vai ganhar e outras você vai perder.Que venha o próximo.É assim que funciona. funciona. Se você jogar, ou melhor, prever que o mercado estará recessivo e planejar suas operações de compra e venda para relacionar-se adequadamente com esta situação de mercado,sendo comedido nas compras e restritivo no crédito, certamente seu mercado será recessivo. Se você apostar naquele outro bicho,do mercado em expansão e comprar e vender agressivamente… seu mercado será aquecido. Ninguém aqui é insano em pensar que nós somos capazes de controlar o mercado,o macro mercado. Ele é tal qual as ondas do mar.As ondas vem e vão e cabe-nos apenas escolher as melhores e surfar.


Se você jogar sua grana em bichos de baixo valor agregado, apostando baixo… Quando ganhar, vai ganhar pouco. Lógico que apostando baixos valores você imagina que possa ganhar mais vezes, e na maioria das vezes isso é verdade… mas ganhar quanto? Se você jogar sua grana em bichos de alto valor, apostando alto pode acertar o prêmio grande.Ou não! Ninguém garante nada. Sabe por quê? Porque isso depende menos do bicho e mais do apostador. Jogue o tamanho do seu desejo e certamente outro jogará diferente de você.


É por isso que funciona. Nem todos fazem as mesmas coisas, pois pensamos diferentes uns dos outros. Simples assim!


FAÇAM SUAS APOSTAS
2006… complicado esse ano não? Eleição presidencial e Copa do Mundo no mesmo período de 12 meses. Complicado nada! É, na verdade, um ano agitado, com muitas perspectivas de negócios para o nosso setor. Façam suas apostas e lembre-se que faz parte do trabalho do empreendedor assumir riscos, que não existe negócio sem riscos. O segredo está em saber a diferença entre risco e aventura. Próspero ano novo!

Leia também:  Mercado musical em alta

Fonte: Marcos Brandão é bacharel em física pela PUC, com especialização em vendas e marketing pela ESPM. E-mail: [email protected]

Comentários
view more articles

About Article Author

MM
MM

Música & Mercado é uma revista empenhada em promover e divulgar o mercado e negócios para a indústria de áudio profissional, iluminação e instrumentos musicais. Nós amamos o que fazemos.

View More Articles