Novos rumos na Anafim

Novos rumos na Anafim
dezembro 18 16:33 2008

Novos rumos na Anafim
O que muda na entidade com a eleição do novo presidente e diretoria

A Anafim – Associação Nacional dos Fabricantes de Instrumentos Musicais – anunciou sua nova diretoria no início de agosto. Anselmo Rampazzo, diretor da RMV, assume o cargo de presidente da associação. Após quatro anos à frente da Anafim, Alberto Bertolazzi, diretor da Hering Harmônicas, passa ao cargo de conselheiro da entidade.

O novo presidente vem com a missão de aumentar a abertura do mercado interno, controlando, principalmente, o problema da desvalorização do dólar. “Nosso foco será trabalhar para que nossos fabricantes sejam menos prejudicados. Os produtos asiáticos sempre serão mais baratos, temos que usar o câmbio a favor da indústria nacional, produzindo peças e componentes que tornem os preços mais competitivos”, afirma. O empresário pretende ainda ampliar o foco da associação e agregar um maior número de empresas de áudio. “A Anafim já não é uma associação pura de fabricantes de instrumentos musicais. Temos fabricantes de suporte de microfone, acessórios, cabos, caixas acústicas para instrumentos. Trazer mais associados do segmento de áudio é um caminho de crescimento natural”, acredita.
    
Outras metas do novo presidente incluem a transferência da sede da associação de Blumenau, em Santa Catarina, para São Paulo. “É a cidade onde os negócios acontecem”, justifica.

Além disso, Rampazzo vai manter a participação da entidade em feiras internacionais e continuará firmando acordos com a Apex (Agência de Promoção de Exportações e Investimentos), a exemplo do Projeto Comprador, que reuniu representantes do mercado internacional na capital paulista em maio deste ano. “No tempo devido, será criado um selo de qualidade e referência para fabricantes, a exemplo do European Certificate of Quality para instrumentos musicais. É um momento bastante favorável, porque vivemos um superávit nas exportações”, avalia o diretor da RMV, que acredita na importância de os empresários passarem pela experiência de dirigir uma associação do setor. “No meu caso, é a oportunidade de representar o setor em que trabalhei e vivi grande parte da minha vida profissional”, finaliza.

Leia também:  Expomusic 2017 terá Salão de Iluminação e Áudio Pro

História
Rampazzo assume a presidência da associação, seis anos após sua criação, quando um pequeno grupo de empresas percebeu a necessidade de discutir, analisar e encontrar soluções para problemas e situações comuns ao setor de fabricação de instrumentos musicais. Este tem sido o foco de atuação da instituição desde então. Dentre os objetivos da associação, destacam-se o estímulo ao desenvolvimento da indústria nacional; a colaboração para o crescimento do mercado, desenvolvendo programas junto às escolas particulares e oficiais apoiando professores, músicos, bandas, igrejas, etc; o incentivo à exportação de instrumentos musicais brasileiros e a elaboração e discussão de pesquisas e estatísticas para melhor atingir o mercado, inclusive no exterior.

Comentários
view more articles

About Article Author

MM
MM

Música & Mercado é uma revista empenhada em promover e divulgar o mercado e negócios para a indústria de áudio profissional, iluminação e instrumentos musicais. Nós amamos o que fazemos.

View More Articles