Michael investe para crescer

Michael investe para crescer
setembro 29 17:04 2008

Investimentos em marketing, na malha logística e no atendimento ao cliente são estratégias que têm trazido bons resultados para a Michael Instrumentos Musicais, que teve alta de 70% no quadro de funcionários entre o início de 2007 e o primeiro semestre deste ano, com a contratação de cem novos colaboradores. O aumento do faturamento foi de 20% no ano passado e, para 2008, a entrada de novos modelos no mix de produtos eleva ainda mais o otimismo da empresa.
Os investimentos no setor logístico começaram no final de 2006, com a construção de um galpão de 8 mil metros quadrados para armazenamento dos instrumentos musicais comercializados pela empresa.

A segunda etapa foi a profissionalização dos processos, por meio da inserção de tecnologias de controle de estoque como o Sistema de Gerenciamento de Armazém (Warehouse Management System), que maximiza a utilização do espaço, além de uso de radiofreqüência e códigos de barras, entre outros. “Com isso, tivemos um aumento na qualidade dos serviços e altíssimo aproveitamento dos estoques”, comenta o presidente Marco Aurélio Garcia Bousas, que considera o sistema logístico da Michael um diferencial competitivo. 

A malha logística foi fortalecida por meio de novas parcerias com prestadores de serviços de transportes. “A renovação e a seleção criteriosa de parceiros trouxeram benefícios tanto para a empresa como para os lojistas, aumentando a agilidade das entregas e a área de cobertura. Oferecemos também mais oportunidades de escolha.” Como a exportação é um projeto da empresa, em casos de necessidade, o atual sistema de distribuição está preparado para atender toda a América Latina.
Ao todo, 95% da distribuição pelo País é feita por meio de rodovias. Os 5% restantes acontecem por transporte aéreo. Pela elevada utilização das rodovias, o estado de conservação das estradas brasileiras é citado como principal dificultador para a melhoria dos processos.

Leia também:  Sustentabilidade dá negócio

Atendimento
Outra novidade é a implantação, em julho, de um sistema de atendimento ao lojista para tirar dúvidas sobre a logística reversa (devolução de produtos e assistência técnica). O objetivo é oferecer qualidade e agilidade nas questões de garantia. “Oferecemos suporte ao cliente sobre o envio de produtos, além de informar a respeito do andamento do pedido. O controle só é finalizado no momento em que o lojista recebe o produto de volta.” Por enquanto, o atendimento só é feito para lojistas, que têm acesso ao canal por meio da área comercial da empresa. A idéia é expandir o atendimento para o consumidor final no futuro.

Marketing
O principal desafio da empresa no início das atividades, em 1999, foi tornar-se conhecida no mercado. “Sofremos muita pressão dos clientes, que tinham como referência produtos importados de marcas consagradas”, explica o presidente. A preocupação com qualidade e custo-benefício foi um dos fatores que colaboraram para a conquista do espaço.
O trabalho na área de marketing é uma grande preocupação da empresa desde o início das operações. A ação é considerada importante para os bons resultados. Entre os investimentos, estão embalagens com impressões coloridas e fotos — que dão mais destaque no ponto-de-venda —, além de treinamento sobre produtos aos lojistas.
Ainda na área de divulgação da marca, a Michael faz investimentos adicionais como anúncios em mídias especializadas, participa de eventos ligados à música e procura um bom relacionamento com endorsees. A comunicação com o consumidor é trabalhada em canais contemporâneos, como o site de relacionamentos Orkut e blogs.

Mix de produtos
A empresa tem um mix de produtos diversificado: atualmente são desenvolvidos e comercializados cerca de 800 itens de praticamente todas as categorias musicais, como percussão, cordas, sopro, teclas e acessórios. O objetivo, segundo Bousas, é que tanto o revendedor como o consumidor tenham todas as necessidades atendidas numa única compra — conceito denominado one stop shop.
Dessa forma, a empresa busca atender desde o mercado de produtos de maior valor agregado ao de produtos mais populares. “Procuramos trabalhar com políticas diferenciadas para cada nicho de mercado, adequando produtos e preços às necessidades dos consumidores. A diferença dos itens desenvolvidos para o uso profissional está na inclusão de recursos adicionais”, explica.
Criados e desenvolvidos no Brasil, os produtos são fabricados na Tailândia, Taiwan, China, Estados Unidos e Canadá. “Após a fabricação, as mercadorias são importadas e passam por um processo de avaliação de qualidade da empresa.”

Comentários
view more articles

About Article Author

MM
MM

Música & Mercado é uma revista empenhada em promover e divulgar o mercado e negócios para a indústria de áudio profissional, iluminação e instrumentos musicais. Nós amamos o que fazemos.

View More Articles