Marketing para pequenos negócios

Marketing para pequenos negócios
março 30 11:35 2010

Marketing para pequenos negócios

Dez conselhos para ajudar a aumentar a clientela e as vendas

1. Especializar em um tipo de produto ou ramo

Produzir e oferecer apenas um tipo de produto ou segmento permite que sejamos especialistas no que fazemos e oferecemos. Desse modo, você pode trabalhar com produtos de boa qualidade.

Essa estratégia também permite captar mais clientes, pois, vendo-nos como especialistas, a percepção do valor de nossos produtos é aumentada, assim eles vão nos preferir diante da concorrência.

Ao se especializar em um tipo de produto ou segmento também há facilidade em se trabalhar com maiores preços, já que os consumidores estão dispostos a pagar mais quando o artigo ou serviço é ofertado por um especialista.

2. Buscar um perfil de consumidor

Este conselho é uma variação do primeiro e consiste em dirigir os produtos a apenas um perfil de cliente. Agora também podemos nos especializar no nicho de quem compra, por exemplo, a classe A.

Isso nos permite conhecê-los muito bem: suas necessidades, gostos, preferências, costumes e hábitos. Podemos, então, focar nos produtos que atendam essas características e as satisfaçam. Esse conhecimento também ajuda a pensar em estratégias eficientes ao fazer o planejamento de marketing.

3. Criar uma identidade

Significa dar ao seu negócio um estilo próprio. É criar uma marca para fazer com que os consumidores da loja se identifiquem com ela e a reconheçam em qualquer lugar.

A identidade pode estar baseada em alguma característica importante dos produtos ofertados, no estilo e na forma que se disponibiliza o serviço, no logo ou na combinação de cores que se usa para decorar a loja e fazer folders e cartões de visita, por exemplo.

4. Oferecer variedade

Deve-se especializar em um só tipo de produto e consumidor e criar a identidade e estilo da marca, mas sem esquecer a variedade. Como assim?

Os consumidores sempre querem diversificar suas compras. Eles podem ser fiéis à loja, mas com o passar do tempo, querem encontrar variedade no estabelecimento, senão vão à concorrência. Para oferecer variedade deve-se constantemente lançar produtos dentro de sua especialidade.

5. Escutar o cliente

É preciso estar sempre atento a suas opiniões, sugestões ou queixas. Também é obrigação de qualquer empresário buscar informações junto ao seu cliente.

Na sua loja você pode fazer enquetes, criar um balcão de sugestões, e mesmo conversar informalmente perguntando qual a opinião sobre os produtos. E ainda realizar o pós-venda, ligando e conferindo se o produto ou serviço está de acordo com o que foi oferecido.

Lembre-se: é o próprio cliente que nos dá as pistas para adaptarmos os produtos às suas necessidades. E mais: possibilita um feeedback sobre o que já estamos fazendo e de que forma podemos melhorar.

6. Fazer uma base de dados

Cadastrar informações sobre o cliente é fundamental. Diferentemente do item 2, que você conhece de maneira geral o “grupo” do qual seu cliente faz parte, agora você compreendê-lo individualmente.

Você precisa saber: nome; endereço; telefone; e-mail; aniversário… Só assim poderá criar um banco de dados eficaz para criar um relacionamento com seu cliente e basear suas estratégias de maneira exclusiva. Como por exemplo enviar um cartão de feliz aniversário e pedir que ele vá a loja receber seu brinde; ou enviar mala-direta e e-mails com promoções e lançamentos; etc.

Para conseguir as informações faça um bom uso de suas promoções: crie um sorteio cuja participação implique no preenchimento de um breve cadastro; ou mesmo na hora de fechar a venda, pergunte se o cliente quer receber as promoções e lançamentos por e-mail, etc.

7. Detectar necessidades e preferências

Continuando o item anterior, a dia aqui é detalhar o seu banco de dados, identificando as necessidades, gostos e hábitos particulares de seus clientes. Anote o que ele compra, e quando compra, e ainda o que conseguir “Pegar” em uma conversa informal durante a negociação.

Essas informações permitirão oferecer um atendimento personalizado ao seu consumidor. Por exemplo, a possibilidade de saber que produto pode interesar a ele. Assim quando chegar uma novidade à sua loja que tenha a “cara” daquele cliente, ligue para ele e ofereça o produto!

8. Observar a concorrência

Preste atenção em seus concorrentes, quais são as estratégias que eles adotam, as ações que realizam, promoções que fazem, etc.

Observe-os para que possa se antecipar a eles nas estratégias, criar diferenciais e até mesmo identificar as falhas de sua própria loja.

9. Usar depoimentos

Sempre que possível deve-se conseguir depoimentos de clientes satisfeitos, para usá-los como publicidade para seu estabelecimento.

Quanto mais depoimentos, melhor impressão sua loja vai causar. Pode-se publicar em folders, no site da empresa, citar a satisfação a outros clientes, etc.

10. Tornar-se referência

É fundamental fazer com que nossos clientes nos recomendem para outras pessoas.

Uma forma de fazer isso é utilizar as promoções, dando cupons de desconto, por exemplo, aos clientes que indicarem a loja para outras pessoas e elas comparecerem. Pensar em estratégias que façam o nome do estabelecimento ser propagado por quem esteve lá.

E, vale destacar, a melhor forma de fazer com que recomendem a sua empresa é oferecer um produto ou serviço de boa qualidade.

Fonte:
www.crecenegocios.com

 

Comentários
view more articles

About Article Author

MM
MM

Música & Mercado é uma revista empenhada em promover e divulgar o mercado e negócios para a indústria de áudio profissional, iluminação e instrumentos musicais. Nós amamos o que fazemos.

View More Articles
view more articles

Related Articles