Marketing de relacionamento

Marketing de relacionamento
agosto 22 08:07 2017

Crie uma necessidade e você terá o mundo nas mãos. Afinal de contas, música é um gênero de primeiríssima necessidade… e também marketing de relacionamento

Desde que começamos com as nossas matérias na Música & Mercado, tenho reforçado dois itens: primeiro, crie uma necessidade e você terá o mundo nas mãos. Afinal de contas, música é um gênero de primeiríssima necessidade. Segundo, marketing de relacionamento. E é sobre o marketing de relacionamento que vamos refletir, mais uma vez, nesta edição.

O que é marketing de relacionamento?

Vamos entender o que significa relacionamento: ato ou efeito de relacionar-se; capacidade de manter relacionamentos, de conviver bem com seus semelhantes. Ter comunhão, envolver-se com alguém a ponto de compartilhar experiências; aprender com o outro.

Fantástico! Misture tudo isso com marketing e você terá a mais poderosa ferramenta de sucesso de qualquer empreendimento: o marketing de relacionamento.

As empresas, agora, procuram ‘encantar’ o cliente, ligando a administração à qualidade total.

É cada vez mais evidente que as empresas mais bem-sucedidas são aquelas que adotam técnicas de marketing de alto nível. Estão continuamente fazendo benchmarking, fortalecendo o relacionamento com clientes, fornecedores, distribuidores, parceiros, terceirizados e, principalmente, funcionários.

Na intensa concorrência, o empreendedor não deve mais carregar, sozinho, a responsabilidade pela construção do relacionamento e do sucesso do seu negócio. Cada componente da empresa, principalmente os colaboradores, precisa dividir essa responsabilidade.

Portanto, é necessária a construção de relacionamentos, e o marketing de relacionamento é importantíssimo nesse escopo. Hoje o marketing ampliou sua ênfase, de forma a influir na construção de relacionamentos com os empregados (marketing interno), fornecedores e distribuidores, acionistas (busca de lucro) e outros grupos de interesse da empresa, incluindo a comunidade (responsabilidade social).

Leia também:  Liderança e superação: inspire-se!

O que vemos hoje no varejo de instrumentos musicais é a famosa ‘abordagem gerencial’. As decisões de marketing são tomadas pela administração de topo, pelo empreendedor, e o gerente deve planejar, implementar e controlar o processo de marketing. Essa visão gerencial resulta em uma abordagem invertida, de dentro para fora, na qual o gestor decide como controlar os quatro Ps do marketing. A ideia é fazer com que o produto certo vá para o local correto pelo preço adequado, e aí então é feita a promoção para os compradores potenciais.

A famosa técnica do ‘Armazém de Secos e Molhados’.

Isso funciona?

Até certo ponto, sim. Entretanto, com a globalização, internet, reveses políticos, mercado acirrado, é preciso muito, mas muito mais do que isso.

É preciso foco no cliente, é preciso ouvir a voz do cliente. Em síntese, em vez de uma abordagem de cima para baixo, é importante priorizar uma abordagem de baixo para cima, dando ênfase às necessidades do cliente.

O foco no cliente resulta em serviço de qualidade, um serviço superior. Isso significa que o marketing de relacionamento estabelece uma orientação para o cliente e, consequentemente, para o lucro.

Reforçando: o cliente!

O cliente é, sem dúvida, a pessoa mais importante em qualquer tipo de negócio.

O cliente não depende de nós, nós é que dependemos dele.

O cliente não interrompe o nosso trabalho, ele é a razão do nosso trabalho.

O cliente não significa apenas dinheiro em caixa. Ele é, antes de tudo, um ser humano e precisa ser tratado com respeito e consideração.

Sem clientes, as portas de qualquer empresa seriam fechadas.

Resumindo: nenhum cliente é pior que cliente nenhum!

Comentários
view more articles

About Article Author

Luiz Carlos Rigo Uhlik
Luiz Carlos Rigo Uhlik

Luiz Carlos Uhlik é um amante da música desde o dia de sua concepção, em 1961. Ele também é colunista da revista Música & Mercado com a seção 'Como é bom vender', inspirada em sua página do Facebook, 'Como é Bom Vender Instrumentos Musicais', onde este artigo foi originalmente publicado.

View More Articles