MARKETING & NEGÓCIOS: Pense diferente e seja esperto?

MARKETING & NEGÓCIOS: Pense diferente e seja esperto?
Janeiro 02 16:14 2013

Sim, é possível ousar nas metas para o próximo ano e, melhor, existe técnica para isso

 

 É engraçado como todos ficamos comovidos com o final do ano! É o fim de um ciclo, início de outro, data máxima da religião cristã, tão predominante na América Latina! Fecha o ano comercial, fiscal e emocional!

Observando friamente, é mais um dia, mais um mês, que poderia não simbolizar o final do ciclo. Por exemplo, você sabia que o primeiro calendário romano, que inspirou este que usamos até hoje, só tinha dez meses? Terminava no décimo, ou december! Antes dezembro era o décimo mês, agora é o 12º, mas ninguém mudou a rotação nem a translação da Terra! Como posso confiar neste calendário? E mais, sabia também que nem todas as culturas usam o mesmo calendário?

Agora, por que todas as nossas metas importantes de longo prazo devem terminar em dezembro? Não posso ter uma meta que termine em agosto? Ou em fevereiro?

Já que em todo começo de ano repensamos nossa vida, nossas atividades, nossas metas e crenças, deixo aqui o alerta para que cuide do seu negócio. Perceba: tão ou mais importante que metas e promessas para o novo ano é manter seu radar ligado na sensibilidade máxima, tanto para o mercado como para a sua equipe! Esse é o caminho. Só assim poderá perceber a tempo a mudança dos ventos e ajustar as suas velas.

Guia para ser esperto

Por que não fazer ciclos mais curtos, como os meses? Assim pode-se ajustar mais rápido a estratégia, identificar falhas, busca mais eficiência e resultados.

Traçar metas nem sempre é fácil. Mas há um critério, um roteiro, para que possamos segui-las. A mais usada é a metodologia SMART (esperto, em inglês):

  • S (SPECIFIC): a meta deve ser descrita claramente, com o que deve ser feito.
  • M (MEASURABLE): para saber se chegamos à meta, é necessário poder medi-la.
  • A (ACHIEVABLE): a meta deve ser realista, atingível.
  • R (RELEVANT): ela deve estar alinhada com as estratégias da empresa e ser importante.
  • T (TIMEBOUND): os prazos, intermediários e final, devem ser comunicados.
Leia também:  Erros que as empresas cometem com o marketing de relacionamento

Com esses cuidados, você permitirá que todos os envolvidos com o resultado dessa meta, dentro da sua loja, possam entendê-la e, ao mesmo tempo, comprometam-se com ela. Saber quem deve participar dela também é importante.

Por exemplo, se precisamos melhorar a atratividade de vendas da vitrine, podemos dar o prazo de uma semana para o João criar o novo portfólio e mais uma para montá-la. Então passamos o mês verificando se os produtos exibidos na vitrine apresentam aumento de vendas. Depois é só comparar com o resultado anterior.

O mesmo vale para criar uma data especial, como a semana do percussionista na sua loja, medir o aumento das vendas de instrumentos e por aí vai. Ciclos curtos, bem monitorados e com todos comprometidos.

Lembre-se de que o Natal, o Dia dos Namorados, o Dia das Crianças e até a Black Friday foram inventadas pelo comércio. Mexa-se! Afinal, como dizia Einstein, que era também violinista: “Não há nada que seja maior evidência de insanidade do que fazer a mesma coisa dia após dia e esperar resultados diferentes”. E como diz o Saade: ‘Pedala!’.

Comentários
view more articles

About Article Author

Alessandro Saade
Alessandro Saade

Baterista, administrador de empresa, pós-graduado em Marketing pela ESPM, mestre em Comunicação e Mercado pela Cásper Líbero e especialista em Empreendedorismo pela Babson School. Professor no Master de Empreendedorismo e Novos Negócios da BSP, é autor e colaborador em diversos livros.

View More Articles