Luen faz homenagem para o Fundo de Quintal e lança nova linha

Luen faz homenagem para o Fundo de Quintal e lança nova linha
setembro 26 08:51 2017

A fabricante de percussão Luen e os músicos da reconhecida banda de samba desenvolveram uma linha de instrumentos que será apresentada no evento TDT e na Expomusic

A história teve início quando o Fundo de Quintal começou a usar os instrumentos da Luen e, desde então, ambas passaram a ter uma maior proximidade. A Luen sempre almejou aumentar e fortalecer tanto a parceria como o tempo, depois surgiu a

                              Bira Presidente

oportunidade de propor à banda uma homenagem, por serem seus músicos os criadores do repique de mão (Ubirany) e do tantam (Sereno) sem nunca ter o reconhecimento público, formal e oficial por parte da indústria. “Quando fizemos a proposta, a resposta foi imediata! Sentimos neles uma grande alegria e sentimento de gratidão por receberem esse devido reconhecimento e homenagem”, contou Tiago Daniel, gerente de marketing da Luen.

A nova linha é composta por três itens: repique de mão de 11”, tantam 70×14” e pandeiro de 11”, seguindo o conceito atual da linha Guetto, no qual buscam trazer de volta a alma dos instrumentos.

Continuando com essa linha estrutural, técnica e sonora, a empresa modificou alguns detalhes para que ficassem exatamente da maneira que os músicos queriam, por exemplo, a pele e alguns detalhes técnicos do repique de mão e a estrutura e aprimoramentos do pandeiro. Além disso, modificaram o visual, substituindo a imbuia por uma madeira pouquíssimo usada no Brasil: a Montpellier Oak, madeira da família do carvalho que tem origem mediterrânea e também é comumente cultivada nos Alpes da França e nas Colinas da Alemanha.

A linha traz algo inovador que são as ferragens com banho de cobre, dando um aspecto nobre e especial ao instrumento. No caso do repique de mão, que não utiliza madeira em seu corpo e normalmente é produzido em alumínio ou inox, nesse caso é produzido em cobre.

Além desses detalhes, os instrumentos serão acompanhados de um certificado em acrílico com a assinatura da banda e numeração, visto que esses instrumentos serão produzidos em uma quantidade limitada. “Queremos que seja muito mais que um instrumento, que seja uma joia colecionável, a qual trará orgulho aos proprietários e, com certeza, terá um lugar de destaque sendo ele músico, fã ou ambos”, destacou Tiago.

Quer saber mais? Tiago da Luen, junto com Ubirany, Sereno e Bira do Fundo do Quintal forneceram mais informações sobre este interessante projeto em entrevista exclusiva com Música & Mercado.

Leia também:  Musical Express traz o afinador NS Micro Soundhole

M&M: Mudou alguma coisa dentro da Luen para a fabricação desta linha?

Tiago: Na verdade esse é um projeto que está seguindo os passos norma com muito planejamento em cada detalhe, entretanto como exige uma aprovação deles torna o processo ainda mais complexo.

M&M: Como foram criados os instrumentos?

Sereno: Para o tantam, tudo começou com uma pesquisa. Na época havia diversos conjuntos de bolero que usavam um tambor conhecido como “tambora” ou atabaque. Acontece que na época além de difícil acesso, esses instrumentos eram pesados e não tinham a sonoridade que eu buscava. Então comecei a fazer vários testes com bacias, latas e até que ficava bom! Com a ajuda do meu pai, passei a usar lata de gordura de 20 litros e pegávamos o papel do saco de cimento, molhávamos e empachava ele, processo semelhante ao da pele animal, e colocava na lata. Após isso, deixava no sol para secar e ganhar afinação. Feito isso, tocava e todos ficavam admirados com aquele instrumento que substituía o surdo, com um som que repercutia um “tantam”, fato esse que deu origem ao nome do instrumento. Quando levei ele ao Cacique, o instrumento estourou de vez e caiu no gosto dos músicos. Após isso, a evolução continuou até o instrumento virar o que é hoje.

Ubirany: No caso do repique de mão, desde que comecei a tocar procurava um instrumento que tivesse maior sensibilidade e personalidade, foi então que passei a utilizar um tom de bateria com os dedos, que deu início ao instrumento e a técnica utilizada até hoje. Em uma festa da porta-bandeira do Salgueiro, infelizmente, não pude levar o meu tom e precisava tocar, foi quando peguei um repinique de escola de samba e gostei do resultado. Após isso, comecei os experimentos: tirei a pele de resposta e gostei do resultado, até que levei a uma oficina que fabricava instrumentos e fiz as demais adaptações necessárias, como o rebaixo do aro. Após isso, o instrumento ainda ganhou alguns detalhes exclusivos, como um abafador e uma pele especial que até então ninguém utilizava no samba, coincidentemente produzida pela Luen. Hoje, posso dizer que o repique de mão faz parte da história da música e comigo gravou as principais canções que conhecemos!

                                                     Sereno

Bira Presidente: No meu caso, eu não criei o pandeiro, mas a técnica e a batida inconfundível. Modéstia à parte, posso dizer que mudei a maneira com que utilizavam o pandeiro e me tornei uma referência com reconhecimento no Brasil e no mundo. Recebo inúmeras ligações e manifestações positivas por onde passo. Então, no meu caso, por mais que contribuí com algumas modificações para o pandeiro se tornar como é hoje, entre elas o tamanho, o meu grande legado, muito além de qualquer desenvolvimento, é a técnica.

Leia também:  PHX: Confira os lançamentos do mês

M&M: Tiago, o que significa esta parceria e a nova linha para a Luen?

Tiago: Uma realização sem tamanho! Ter uma linha assinada pelos criadores dos instrumentos é uma oportunidade sem igual. Ao mesmo tempo que consolida todo esse novo trabalho que estamos realizando, também nos gratifica o fato de termos a oportunidade de homenageá-los em vida e agradecer todo o benefício e influência deles na história do samba e da música brasileira. Nos impressionamos com a reação do mercado e dos músicos. Quando divulgamos informalmente esta notícia, recebemos incontáveis manifestações, reconhecimentos e agradecimentos por estarmos proporcionando isso a essas lendas do samba.

M&M: E o que significa isto para o Fundo de Quintal?

Sereno: Para nós é muito gratificante. Muitos anos se passaram desde que criamos os instrumentos e nós, até então, nunca tínhamos recebido os créditos ou mesmo uma simples homenagem ou agradecimento. Eu e minha família estamos muito felizes pela Luen me reconhecer oferecendo ao mercado a verdadeira história através dessa linda homenagem!

Ubirany: A Luen reconheceu não só a origem como a importância da criação dos instrumentos e, acima de tudo, a nossa importância na história do samba. Foi a primeira empresa que se dispôs a produzir dentro das nossas orientações e com o nosso aval, dando os devidos créditos de maneira profissional e justa a nós. Estamos muito gratos por essa homenagem.

Bira Presidente: A minha história no samba vem de muitos anos. Sou presidente do Cacique de Ramos, bloco referência no País. Além da história com o Fundo de Quintal, tenho também a minha história paralela. Para mim é muito gratificante a indústria reconhecer tudo isso e prestar essa homenagem. Estou muito feliz com esse projeto da Luen!

M&M: Os produtos já estão no mercado?

Tiago: Reservamos o lançamento para outubro sendo o pré-lançamento no TDT e o lançamento oficial na Expomusic, que contará com a presença destes grandes músicos!

M&M: O que essa nova linha trará para os lojistas?

Tiago: Sabemos que o mercado está longe do seu momento ideal, entretanto, temos muitos mais motivos para comemorar do que lamentar. Estamos na contramão da crise, investindo em marca, produtos e projetos e isso está trazendo um retorno além do esperado. Tivemos uma grande evolução e salto de posicionamento da marca e percepção dos clientes desde que iniciamos esse projeto intensamente. É incalculável o aumento que tivemos de interessados entrando em contato conosco para saber da linha, produtos, revendedores etc. Com certeza, isso cada vez mais irá refletir no PDV e os lojistas que continuarem acreditando e investindo na nossa marca sem dúvida estarão mais preparados para essa demanda que vem surgindo. Sobre a linha em específico, acreditamos que os lojistas que adquirirem agregarão valor à sua loja com um instrumento de percussão de alto nível com um apelo gigantesco, visto que eles (Bira, Sereno e Ubirany) são reverenciados pelos músicos e admiradores, sendo considerados uma lenda viva, os mestres do samba!

                                       Ubirany

Tudo isso ratifica aquilo que dissemos anteriormente em outra entrevista, investimos em todas as frentes, pois não bastaria apenas produtos de qualidade, atendimento bom e eficiente, nem muito menos apenas uma divulgação mais agressiva, precisávamos de tudo isso e que tudo fosse uma unidade e algo natural. Após muito trabalho acertamos cada detalhe e, hoje, temos total segurança para assumir essa nova posição perante o mercado, mantendo a mesma humildade de sempre, entretanto, nos posicionando de maneira mais agressiva fazendo jus ao investimento realizado ao longo desses 35 anos no ramo de instrumentos musicais, os quais nos possibilitaram ter a maior fábrica de instrumentos de percussão da América Latina com capacidade produtiva e qualidade para atender à altura essa nova fase que estamos vivendo.

Leia também:  NAMM Show 2016 recarregada!

M&M: Haverá alguma campanha de marketing especial para o lançamento?

Tiago: Este ano investimos em um estande temático para a Expomusic e vamos trabalhar maciçamente nessa linguagem e garantimos: este ano a Expomusic vai ter samba! Esta será a nossa campanha para esse evento. Os principais músicos e artistas do samba e do pagode fazem parte do nosso time e eles estarão conosco na feira. No dia 7/10 faremos o lançamento oficial da linha em homenagem ao Fundo de Quintal com a presença desses importantes nomes que estão conosco. Além disso, vamos aproveitar para comemorar o centenário do samba. Estamos trabalhando na convocação e comunicação desse outro público que, por muitas vezes, é deixado de lado. Para aqueles que consideram a Expomusic como a “Feira do Rock”, este ano esperamos que se surpreendam com a variedade de estilos e culturas, principalmente aquela que temos o dever de proclamar: a brasileira!

Mais informações: luen.com.br

www.facebook.com/luen.com.br

Comentários
view more articles

About Article Author

Redacao MM
Redacao MM

Música & Mercado é uma revista empenhada em promover e divulgar o mercado e negócios para a indústria de áudio profissional, iluminação e instrumentos musicais. Nós amamos o que fazemos.

View More Articles