Internacional: Gibraltar revela seus planos para conquistar as Américas

Internacional: Gibraltar revela seus planos para conquistar as Américas
novembro 25 17:59 2009

Guia prático para conquistar as Américas

KMC conta os segredos para explorar novos mercados, seus objetivos para a América Latina e ainda revela quais as intenções por trás da mudança da distribuição da Gibraltar no Brasil

John Shand está há mais de 20 anos na KMC Music. Atualmente é diretor de gerenciamento internacional e vem se dedicando ao desenvolvimento de produtos para mercados estrangeiros.

Em breve conversa com a Música & Mercado, Shand apresentou as estratégias da empresa para ampliar a sua participação no mercado brasileiro e América Latina. Uma das principais ações foi a troca da distribuição das ferragens Gibraltar no Brasil (conforme você leu em primeira mão na M&M 44), que passaram para o portfólio da Musical Express.

Todos os esforços da KMC estão direcionados para conquistar e fidelizar consumidores por meio dos produtos inovadores da empresa. Para se ter ideia, somente as ferragens Gibraltar já são exportadas para mais de 50 países. Para a KMC é um bom número, mas, como dizem, eles querem mais!

O que levou a KMC a trocar a distribuidora exclusiva da Gibraltar no Brasil? 
Mudanças de distribuição são estrategicamente dirigidas na KMC e, como resultado, não podemos divulgar os detalhes dos motivos pelos quais as mudanças são feitas. No entanto, estamos animados com a dinâmica do marketing, das vendas e dos planejamentos inovadores apresentados pela Musical Express ao longo dos anos — responsáveis por destacá-los como um distribuidor ‘top’ para produtos de alta qualidade. Estamos especialmente interessados em seu foco em acessórios, e acreditamos que esse direcionamento vai ajudar a Gibraltar a ganhar uma boa fatia do mercado nos próximos anos.

Leia também:  Rogério Raso, da Santo Angelo, é destaque na revista Exame PME

Quais são os maiores mercados da Gibraltar hoje? A que características vocês atribuem o sucesso nessas regiões?
Alguns dos nossos maiores mercados são aqueles em que a distribuição se mantém estável durante um longo período de tempo. A área de atuação da Gibraltar é grande e abrange vários segmentos do mercado de percussão. Ter um distribuidor local de longo prazo é o melhor plano para o sucesso. Temos sido mais ativos em vários mercados europeus e na Austrália, por isso nosso sucesso tem sido grande nos últimos anos nesses locais. Achamos que a promoção contínua e a disponibilidade de produtos da Gibraltar, combinadas com uma comunicação profissional e eficaz aos revendedores e consumidores, compõem a melhor estratégia para o sucesso em longo prazo.

Quais são os novos mercados que a KMC quer explorar com os produtos da Gibraltar?
Qualquer mercado em que haja um número suficiente de bateristas e percussionistas procurando maneiras inovadoras para montar e expor seus instrumentos é um mercado em potencial para a Gibraltar. Ainda temos muito espaço para crescer nos mercados em desenvolvimento, como China e Índia!

Em termos de inovação, quais são as novidades da Gibraltar?
Estamos constantemente melhorando e aperfeiçoando os produtos existentes e introduzindo novos itens para bateristas. Como exemplo, vamos salientar que o novo sistema Stealth de suporte da Gibraltar — que é uma grande melhoria na versatilidade e flexibilidade sobre projetos de sistemas tradicionais de rack — foi agraciado com o prêmio US Merchandise Musical Review de Melhor Acessório de Percussão em 2008. Isso ajuda a ilustrar o reconhecimento do espírito inovador da Gibraltar.

Quais são as linhas de produtos da Gibraltar mais adequadas ao mercado brasileiro?
A Gibraltar tem uma linha completa de ferragens para bateria/percussão e acessórios com muitos produtos inovadores. Talvez a característica mais interessante de toda a marca é que as ferragens são projetadas para oferecer soluções para bateristas e percussionistas, melhorando o desempenho e a eficiência de seus setups, independentemente da marca da bateria que estão usando. Assim, as ferragens da Gibraltar podem ser usadas por qualquer baterista, e, claro, sabemos que há milhares de bateristas no Brasil!

Leia também:  ESP homenageia endorsers com novas guitarras

A participação da bateria eletrônica vem crescendo no mercado musical. Qual o impacto dessa tendência nas vendas de ferragens?
Não há dúvida de que as baterias eletrônicas têm causado um grande impacto no mercado nos últimos anos. Estamos felizes por informar que a Gibraltar já oferece produtos que são de interesse para os bateristas que utilizam a tecnologia digital. Na verdade, lançamos vários produtos projetados especificamente para bateristas high tech, por exemplo, as nossas GEMS (estantes para suporte de equipamentos eletrônicos), e tem mais novidade chegando.

Quais são as principais dificuldades de distribuição que vocês vivenciam sendo representados, por exemplo, em todos os países latino-americanos?
A América Latina apresenta uma série de desafios para a distribuição. É uma grande área geográfica com uma variedade de mercados com diferente potencial econômico. Muitos são pequenos demais para suportar um modelo de distribuição normal, assim são compostos apenas de lojas de varejo que fazem a importação direta, por conta própria. Isso representa um claro desafio para os fabricantes que procuram desenvolver suas marcas. Felizmente, o Brasil é um dos mercados mais sofisticados e desenvolvidos na América Latina e oferece uma grande oportunidade para uma empresa bem financiada de distribuição profissional.

Qual é a porcentagem das vendas da KMC na América Latina em relação às outras regiões do mundo?
A América Latina tem sido uma das regiões de maior crescimento para os produtos KMC nos últimos anos. A estabilidade política, a reforma econômica, bem como o desenvolvimento de uma ‘classe média’ de consumidores colaboraram de forma decisiva para esse aumento. Naturalmente, o fato de toda a região ter uma cultura vibrante e diversificada em termos musicais também contribuiu significativamente para o nosso sucesso!

Leia também:  Musical Express é a nova distribuidora da Shure para o setor de instrumentos musicais

Kaman Music Corporation
Fundada em 1945 com o nome de Kaman Aircraft , o intuito de Charles Kaman era construir helicópteros. Pouco mais de 20 anos depois, logo após ter perdido um grande contrato militar, Kaman ficou fascinado com um violão Martin. A fim de diversificar os negócios, uniu seu espírito pioneiro (é conhecido como o primeiro designer de helicópteros) à alta tecnologia e know-how de sua empresa para criar um violão com um material mais moderno. Assim, em meados dos anos 60, nasceu a Ovation. Hoje a Kaman Music é uma das principais fabricantes de instrumentos do mundo. Além do violão, produz guitarras, baterias, violinos, instrumentos de percussão, ferragens e amplificadores. Algumas de suas outras marcas são: Sabian, Genz Benz, Gibraltar, Gretsch, Takamine, Hamer, Toca, Seiko e Becker Instruments. Em 2007, a fender Musical Instruments Corporation, FMCI, comprou a Kaman, que passou a se chamar KMC. A FMCI é considerada uma das maiores empresas de instrumentos musicais do mundo.

Para saber mais
www.kamanmusic.com
www.musical-express.com.br/gibraltar
www.thefreelibrary.com/KMC+Music%2c+Inc.%3a+a+new+name+…+A+renewed+commitment.-a0199865021

Comentários
view more articles

About Article Author

MM
MM

Música & Mercado é uma revista empenhada em promover e divulgar o mercado e negócios para a indústria de áudio profissional, iluminação e instrumentos musicais. Nós amamos o que fazemos.

View More Articles