Inflação não chegou

Inflação não chegou
setembro 29 16:05 2008

O dólar baixo continua a evitar que a inflação atinja o comércio de instrumentos musicais. Os preços no município de São Paulo registraram queda acumulada de 3,28% nos últimos 12 meses do ano até julho. Enquanto isso, a alta é de 6,03% nos preços em geral no mesmo período, segundo o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

No entanto, apesar da queda acumulada, o valor dos instrumentos musicais no varejo aumentou 0,73% e 0,34% nos meses de junho e junho, respectivamente, após cinco reduções consecutivas de janeiro a maio. O índice geral acumula alta em todos os meses de 2008, sendo que em junho e julho as variações foram de 0,93% e 0,45%, maiores do que a do segmento. Os preços dos instrumentos musicais são medidos em lojas de departamentos do município de São Paulo. Os produtos avaliados são violão, teclado, pandeiro e cavaquinho.

Mesmo sem muitas elevações nos preços, o setor sente o resultado indireto provocado pela inflação em bens essenciais, como explica o comerciante Alexandre Campos, proprietário da loja Músicos, na Rua Teodoro Sampaio, em São Paulo. “Com certeza a inflação dos preços em geral influencia nossas vendas. A população deixa para a frente a compra de produtos secundários ou terciários”, comenta.
Campos concorda que o dólar baixo tem evitado a alta dos preços na loja, onde os produtos importados representam 80% do mix. Ele revela, entretanto, que a reposição de produtos nacionais tem diminuído. “O cliente vê que o preço do importado está melhor e leva.” Há 16 anos no ramo, o comerciante lembra já ter passado por momento parecido em 2004, quando a importação de instrumentos musicais cresceu bastante.

Leia também:  Capitais da música

IPCA
Com as constantes altas da Selic (a taxa básica de juros), que começou 2008 em 11,25% ao ano e estava em 13% ao ano em julho, a expectativa do Banco Central (BC) é reduzir a alta dos preços. Diante disso, o mercado espera que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação, termine 2008 em 6,44%, segundo pesquisa do BC (o teto da meta da inflação é de 6,5% e o centro, 4,5%). As projeções chegaram a ultrapassar a meta em pesquisas anteriores. Já a previsão da taxa de câmbio para o ano é de R$ 1,61.

Comentários
view more articles

About Article Author

MM
MM

Música & Mercado é uma revista empenhada em promover e divulgar o mercado e negócios para a indústria de áudio profissional, iluminação e instrumentos musicais. Nós amamos o que fazemos.

View More Articles