Genes italianos

Genes italianos
julho 18 10:28 2006

Luiz Muniz, diretor da Dimusica – nova importadora curitibana, trouxe recentemente a primeira leva de teclados da marca italiana GEM para o Brasil. A Música & Mercado foi conversar com ele para saber mais sobre a forma de atuação e os produtos.


Música & Mercado: Como será a política de vendas da Dimusica?
Luiz Muniz:
Estamos apostando na estratégia de manter apenas uma loja nas cidades de menor porte. Notamos que o revendedor se interessa mais em promover o produto e o resultado acaba sendo mais satisfatório para ambos os lados. Mesmo nas grandes cidades, nossa idéia é limitar o número de clientes para não criar pressões competitivas que reduzam margens e desmotivem nossos parceiros. 


De que forma a estratégia de comunicação da empresa ajudará os lojistas a vender o teclado?
Nossa idéia é manter o foco em publicações especializadas de alcance nacional. Além disso, acreditamos que algumas ações locais trazem um resultado positivo e são fáceis de ser medidas pela revenda. O feedback das revendas e representantes tem sido de vital importância no direcionamento dos investimentos em promoção e propaganda.
 
Como se diferenciar num mercado tão competitivo?
Relacionamento com o cliente. Podemos comparar essa relação com um casamento.
É necessária uma atenção constante. Nossa prioridade é descobrir e atender às necessidades dos nossos revendedores. Procuramos ouvir as particularidades de cada revenda de acordo com sua realidade regional. O grande desafio é ajustar a sintonia entre nosso discurso e nossa ação. 
 
Qual a importância da marca de teclados na Europa?
A GEM é uma empresa italiana que há mais de cem anos vem desempenhando um importante papel na história da música européia e mundial. O reconhecimento alcançado é resultante do altíssimo padrão de qualidade e do uso de tecnologia de
ponta que a empresa coloca nos seus produtos. A GEM exporta para mais de
80 países e tem como usuários músicos como Keith Emerson, Rick Wakeman, Herbie Hancock, Eros Ramazzotti e
Laura Karpman.
 
A pergunta fatal: a GEM terá preços competitivos no Brasil?
Apesar da sua elevada qualidade, os produtos GEM têm um preço bastante acessível para o mercado brasileiro. Nosso plano é manter preços alinhados com a concorrência, de modo que as margens dos nossos produtos sejam um incentivo a mais para nossas revendas.

Leia também:  Pesquisa: conheça seu cliente

Comentários
view more articles

About Article Author

MM
MM

Música & Mercado é uma revista empenhada em promover e divulgar o mercado e negócios para a indústria de áudio profissional, iluminação e instrumentos musicais. Nós amamos o que fazemos.

View More Articles