Expomusic muda para atrair lojistas

Expomusic muda para atrair lojistas
julho 09 12:14 2014

Expomusic 2014 trará sorteios e hospedagem para aumentar o desejo de vir ao evento

A Expomusic, feira nacional de instrumentos musicais, terá mudanças em 2014. De acordo com o comunicado expedido por Synésio Batista da Costa, presidente da Abemúsica, associação responsável pelo evento, a feira terá uma postura mais rigorosa sobre o volume de som, bem como convidará compradores para forçar a vinda de lojistas-chave.

“A preocupação por trás deste movimento é a evasão de expositores ou redução dos espaços adquiridos na feira”, explicou-me um interlocutor ligado à Abemúsica, que pediu para não ser identificado.

Em 2013, a feira gerou muita insatisfação pela ausência de lojistas. Para muitos empresários, o custo ficou alto pelo resultado oferecido. “Houve também um questão de excesso de som. Tinha expositor que o barulho era permitido, outros não”, me disse um outro que não participará da Expomusic 2014 e fará evento paralelo.

A mudança na feira é vista com otimismo e as resoluções, mesmo que atrasadas, são extremamente necessárias. A ação colabora para atrair lojistas. Há de se pensar, no entanto, que as medidas de criação, manutenção e crescimento de mercado devem ser feitas em todo o ano, não somente no período de feira para atrair público ao evento.

O negócio principal não deve ser a feira, mas a demanda por produtos nas lojas de instrumentos musicais. É isto que enriquece o mercado. A lógica está sendo dirigida para que pensem que o mais importante é a Expomusic, o que de fato não é. Expomusic é conseqüência do mercado bem coordenado e dirigido, não ao contrário.

A feira ficará cheia quando as lojas ficarem CHEIAS de consumidores novamente e com o mercado bem desenvolvido, rico e próspero. O mercado não ficará melhor pelo lojista ganhar uma passagem ou hotel, coisa que toda feira regional faz. Póimmmm!

Leia também:  Synésio Batista da Costa não lutou para baixar a Substituição Tributária

 

A receita é simples. Faça durante o ano todo, não somente para atrair expositores ou lojistas pra feira.
De qualquer forma, a ‘mexida’ na cadeira é importante sim. Parabenizo o Synésio pela ação. Agora ele precisa correr e baixar a Substituição Tributária dos Estados, como Yuris Tomsons, ‘aquele representante’, e Juliane Dal Prá, ‘aquela lojista’ do Paraná fizeram muito bem feito.
Afinal de contas, o ‘negócio’ não é a feira, né, Synésio? É o mercado como um todo que você está ‘preocupado’, certo?

 

Ploft!

 

Acesse a página do Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/818849468133791/?fref=ts

Comentários
view more articles

About Article Author

Daniel A Neves
Daniel A Neves

Publisher da Música & Mercado, publicação especializada em negócios no setor musical. Quer saber? Amo o mercado!

View More Articles