Expomusic 2009: Nem Gripe nem crise

Expomusic 2009: Nem Gripe nem crise
novembro 25 16:07 2009

Nem gripe nem crise

Em ano de crise econômica e gripe suína, as incertezas que assombravam a Expomusic 2009 foram logo suplantadas pelos bons resultados nos negócios e pelos lançamentos voltados ao público infantil
 

A 26ª edição da Expomusic foi realizada entre os dias 23 e 27 de setembro, em São Paulo (SP), e terminou com saldo positivo para lojistas, representantes, fabricantes e consumidores finais. Com um público superior a 50 mil pessoas, foram fechados aproximadamente R$ 180 milhões em negócios durante o evento, aumento de 11% em relação ao ano passado, mantendo o mesmo patamar de crescimento em relação a 2007. Com esses resultados, a Expomusic manteve sua posição no ranking internacional de feiras do setor, continuando com  a quarta colocação, ficando atrás apenas da NAMM (Los Angeles, EUA), Messe Frankfurt (Alemanha) e Music China.

Entretanto, o cenário que se formava às vésperas do evento não era tão otimista. Os rumores da gripe suína não paravam de ‘pipocar’ nos noticiários de todo o Brasil, sobretudo pelas mortes ocorridas em São Paulo. Dias antes da feira, em 16 de setembro, o Ministério da Saúde divulgava 327 mortes pela gripe suína no Estado paulista — era o maior número de mortes de todo o País! 

Por outro lado, a crise econômica estava ficando para trás e 2009 estava se tornando o ano da discussão sobre a obrigatoriedade da música nas escolas. Assim, as expectativas negativas foram superadas e o que se viu foi a presença em massa de lojistas e empresários, que realizaram muitos negócios, alavancando, como tradicionalmente acontece, as vendas do setor.

A feira também antecipou alguns números e as expectativas para os próximos anos são ainda mais promissoras. O mercado está ansioso com a lei que torna obrigatória a educação musical nas escolas. Até 2012, quando vence o prazo para implantação da lei, o faturamento do setor deve chegar a R$ 1,2 bilhão, segundo a Francal, produtora da Expomusic. É mais do que o dobro previsto para 2009 — algo em torno de R$ 600 milhões, ainda de acordo com a produtora. E o número de estudantes de música deve aumentar dos atuais 5 milhões para 34 milhões a partir de 2012, crescimento de 580%. É muita coisa!

Leia também:  Expomusic 2012: Santo Angelo leva 20 lançamentos

De olho nessas projeções, as empresas começaram já neste ano a lançar suas linhas especiais de equipamentos para crianças e adolescentes. E a Expomusic foi o palco perfeito para esses lançamentos. Guitarras, baixos, violões, pianos, softwares, dentre outros produtos foram especialmente desenvolvidos para a garotada que já quer iniciar sua vida musical. Pelo que observamos, pais e filhos demonstraram empolgação com essas novidades, experimentando os equipamentos nos estandes que os disponibilizavam.    

Mas não são apenas negócios e novos produtos que sustentam a Expomusic. Houve muita música nos espaços dos expositores e no Music Hall. E as mais de 50 mil pessoas que visitaram o evento puderam conferir várias apresentações dos endorses de diversas marcas e assistir a palestras e workshops. Em um ano com crise econômica e gripe suína, a Expomusic conseguiu unir diversão e bons negócios e, o mais importante, trouxe perspectivas positivas e resgatou o otimismo para o nosso mercado.

Falando de (e sobre) nosso sucesso
A Editora Música & Mercado tinha um estande que se destacava no setor de imprensa do evento. Foi a primeira vez que a M&M teve um espaço tão grande. Essas medidas foram essenciais para o novo projeto da M&M, o MusicTube — site que será lançado até o final deste ano e que pretende revolucionar o setor. Para dar andamento às inovações desse projeto, a M&M montou um estúdio de gravação dentro de seu espaço na Expomusic. Por lá passaram empresários e lojistas, que foram entrevistados e deram seus depoimentos sobre o setor, suas empresas e anteciparam as tendências para 2010. Mas foram os músicos que tornaram o espaço da M&M intransitável. Estava lotado. Isso porque, além de serem reconhecidos do grande público, gravaram minivideoaulas que atraíam quem passava no corredor. Sucesso total! Estiveram lá: Arthur Maia, Hugo Hori, Leandro Ferrari, Dino Verdade, João Castilho, Alexandre de Orio e muitos outros músicos que totalizaram a produção de mais de cem vídeos. Você poderá conferir no musictube.me. Aguarde e confira!

Eventos paralelos

TAGIMA DREAM TEAM

No dia 22 de setembro, tradicionalmente um dia antes da Expomusic, ocorreu a quarta edição do Tagima Dream Team, que, além da fabricante de violões, contrabaixos e guitarras, reuniu outras marcas do setor – Santo Angelo, Audio-Technica, Bose, LL Audio Technology,  Octagon, EM&T, Bends, Quanta Music e NCA  –p ara um dia inteiro de negócios. Mais de 400 lojistas compareceram ao evento, que também foi aberto ao público e contou com apresentações dos endorses da marca, como Edu Ardanuy, Juninho Afram, Kiko Loureiro, Artur Maia, Ulisses Rocha, Mozart Mello, dentre outros. No final do dia, os lojistas e empresários puderam conferir uma palestra de Roberto Shinyashiki e o show de encerramento do evento com a banda Nenhum de Nós. A Tagima também esteve presente participou da Expomusic.

Leia também:  Felipe Andreoli na D'Addario

UNIC AUDIO
A Unic Audio realizou seu evento entre os dias 23 e 25 de setembro, paralelamente à Expomusic. Os lojistas puderam conferir os últimos lançamentos da empresa, como a primeira caixa amplificada com rádio FM digital do Brasil que, segundo Fernando Galles, diretor da Unic, é uma linha de amplificadores que promete alcançar imenso sucesso no mercado de áudio caseiro: “É um excelente equipamento para usar em um churrasco de família, pois já vem com o rádio FM digital embutido e ainda tem a entrada USB, para conectar o seu pen drive e ouvir seu MP3”.

ADAH, CRAFTER, ATTACK E POWER CLICK
De 22 a 24 de setembro, as empresas Adah, Crafter, Attack e Power Click se reuniram para montar um evento paralelo à Expomusic. Cerca de 400 lojistas visitaram o espaço no Hotel Holiday Inn, em São Paulo, número que surpreendeu os organizadores. Para Eduardo Kika, gerente de vendas da Power Click, foi um sucesso. “A intenção era aproximar os comerciantes e fabricantes e o resultado foi obtido. Em 2010, pretendemos realizar o evento novamente.”
   
PRIME MUSIC
No evento realizado em 24 de setembro, a Prime Music trouxe para os convidados que visitaram o espaço no Hotel Comfort, também em São Paulo, os lançamentos de suas baterias e apresentaram para lojistas e representantes as ações que a empresa está desenvolvendo para atender com excelência a distribuição dos pratos da Meinl no Brasil.

ANAFIMA
No dia 22 de setembro, a Anafima realizou seu evento em Guarulhos, na Grande São Paulo, cidade-sede da associação, levando aos participantes, formados sobretudo por fabricantes nacionais, diversas palestras que enfocaram os benefícios e facilidades para exportação de produtos e exploração do mercado estadunidense.

Leia também:  MUNDO DIGITAL: Muito além dos computadores e redes sociais

PEARL BRASIL
A Pearl realizou seu evento paralelo no dia 24 de setembro para lançar sua independência no mercado brasileiro: a Pearl Brasil. Alessandro Bisetto, gerente-geral para a América Latina, e a diretoria da Pearl Brasil discursaram sobre as perspectivas da empresa no País e apresentaram alguns lançamentos mundiais da marca que inaugurarão esta nova fase da empresa no mercado nacional, como o pedal Demon Drive e a conga portátil Travel Conga. O baterista Raymond Massey e o percussionista Glen Caruba, gerentes de produtos da Pearl, apresentaram os lançamentos e demonstraram o que esses equipamentos são capazes de fazer nas mãos certas.
texto da notícia

Comentários
view more articles

About Article Author

MM
MM

Música & Mercado é uma revista empenhada em promover e divulgar o mercado e negócios para a indústria de áudio profissional, iluminação e instrumentos musicais. Nós amamos o que fazemos.

View More Articles