Estevam Tubes sai do sistema hand made

Estevam Tubes sai do sistema hand made
outubro 07 08:00 2005

Pedais


Tradicional na fabricação artesanal de pedais de efeito valvulados, empresa agora tem linha de produção, ampliou mix de modelos e busca sua fatia de mercado.


Uma nova era está se abrindo para a Estevam Tubes. Tradicional empresa de Limeira, interior de São Paulo, ela é conhecida pela confecção de pedais de efeito para guitarras e contrabaixos valvulados. Só que a empresa está deixando o sistema “hand made” – basicamente a produção por encomendas – para ter uma linha de produção em série, o que representa uma luta de gente grande por espaços no mercado nacional. Meta? Colocar seus produtos nas prateleiras dos 150 maiores revendedores de todo o país.


“Estamos iniciando um novo ciclo da Estevam Tubes”, destaca o diretor técnico Jairo Estevam. “Desde o lançamento do General Máster e do Tremolo, que aconteceu na Expomusic 2003. Estivemos trabalhando no sistema “hand made”, com os pedais sendo feitos quase que um a um à medida que surgiam encomendas, e claro, com vendas pequenas”, descreve. Mas de 2003 para cá esse quadro mudou bastante. Segundo Estevam, a empresa se concentrou no desenvolvimento de novos produtos, buscou apoio do Sebrae, da Fiesp e da Prefeitura de Limeira e investiu os primeiros quatro meses do ano na implantação de seu novo modelo operacional: a produção em série. E tudo isso poderá ser visto de perto na Expomusic 2005, ambiente onde a nova Estevam Tubes pretende mostrar suas garras.


“Até abril deste ano podemos dizer que nossa produção e participação de mercado são inexpressivas, porque foi a partir deste mês que demos início à linha de produção”, relata o empresário. No momento, a empresa partiu para uma produção de 100 pedais valvulados, mas já programa uma ampliação do mix de produtos que inclui racks valvulados, tanto no modelo mono quanto estéreo, um modelo de 8 canais e outro para voz. O pacote de novidades inclui ainda dois novos pedais valvulados que se somarão à linha atual do General Máster, Real Tube e Tremolo.

Leia também:  Cort cria guitarra Arena 1 para Matthias Jabs

“Nossos produtos são confeccionados em chapa de aço carbono e pintura eletrostática a pó, o que representa boa durabilidade, além de um ótimo acabamento”, destaca Estevam. Por falar em acabamento, a Estevam Tubes mostra que veio mesmo para ficar. Atualmente, a empresa conta com a assessoria de um núcleo de design para pensar o desenvolvimento dos novos produtos já pensando em atender as especificações de mercados externos. No pano de fundo desse processo está a vontade de exportar os pedais de efeitos, mas tudo isso, sendo feito um passo depois do outro.


“Iniciamos nosso novo ciclo operacional em abril e estamos administrando metas de expansão e atendimento inicial a todas as lojas e atacadistas, mas de uma maneira gradativa, na medida em que o reinvestimento do faturamento permitir a elevação da produção”, descreve Deise Viegas, diretora comercial da Estevam Tubes. “Somos uma marca reconhecida por produtos únicos, exclusivos e só vamos colocar os pés em nichos de mercado que não estejam sendo atendidos pelos fabricantes nacionais. Nós podemos criar um produto diferenciado, com um timbre e sonoridade própria e esse é o nosso objetivo”, relata.


No caso dos pedais valvulados a Estevam Tubes compete com os importados que muitas vezes têm preços proibitivos. No âmbito nacional, o concorrente direto é o Doctor, da Meteoro, que tem a força da   marca, mas é um pedal bem específico. “O timbre e a qualidade sonoro dos nossos pedais são únicos e tenho certeza que nossos produtos terão seu público”, afirma Deise Viegas.

Comentários
view more articles

About Article Author

MM
MM

Música & Mercado é uma revista empenhada em promover e divulgar o mercado e negócios para a indústria de áudio profissional, iluminação e instrumentos musicais. Nós amamos o que fazemos.

View More Articles