Porquê a bateria eletrônica Nagano Tech tende a ser a número 1 no mercado

Porquê a bateria eletrônica Nagano Tech tende a ser a número 1 no mercado
outubro 02 09:08 2017

Nagano Tech trabalha para ser a bateria eletrônica mais vendida do país. Saiba mais.

A Nagano Tech, linha de baterias eletrônica da Marutec, empresa responsável pela marca de guitarras, baixo e violões Tagima, tem de tudo para ganhar a liderança da categoria no mercado brasileiro. A marca, que foi criada após o sucesso de sua irmão acústicas, debutou pelas redes sociais no dia 09 de maio de 2017 e no dia seguinte com um evento fechado para convidados.

Ney Nakamura

Ney Nakamura, da Nagano Tech: time capacitado, investimento e tecnologia

A estratégia da direção da Marutec foi lançar um produto de médio valor agregado, com funcionalidades que beiram os produtos para profissionais. Entretanto o conjunto de ações da Marutec/Tagima vem se tornando o diferencial.

A empresa possui um time dedicado às baterias, capitaneado pelo profissional Mauricio Leite. A experiência é comprovada, visto a velocidade da entrada das baterias acústicas da Nagano, que vem dominando o mercado, seguida pela D-One, da importadora concorrente, Sonotec.

O investimento aplicado na Nagano Tech (valor não revelado) inclui não somente a pesquisa e desenvolvimento do produto, mas o time de endorsers e eventos em lojas especializadas e a continuidade da linha. Este último item ‘continuidade da linha’ pode parecer inócuo, mas considerando a forma de atuar no mercado que a Marutec possui, na prática isto significa novos modelos, peças de reposição, acessórios e, claro, marketing.

Claramente a Nagano Tech poderia ter debutado lançado modelos mais baratos, mas não foi o caso. Música & Mercado conversou com Maurício Leite, desenvolvedor do produto, e o foco é no benefício do produto e sua relação com o preço pago. Novos modelos virão para atender a gama de produtos econômicos e é neste ponto que mora o perigo. “Todo o primeiro embarque foi vendido e já chegando os próximos”, explica Ney Nakamura, CEO da Marutec.

Leia também:  Anafima e empresas brasileiras na Music China

Desafios nos lançamentos futuros

A gama de baterias eletrônicas disponíveis no mercado como os modelos Michael Ddm100 Usb, C.Ibanez Ed1 Digital, Carlsbro Odery Usb Midi Csd130, NUX DM-2 entre outras, muitas delas produzidas por OEM (empresas brasileiras compram o mesmo produto com sua marca) acabam congestionando o setor com muitas opções de marcas mas nenhuma (ou quase) diferencial de produto.

Já as marcas japonesas continuam trazendo timbres e sensibilidade em seus pads, mas tendem a ficar presas no posicionamento de preço.

Por outro lado, analisando o trabalho feito pela equipe da Marutec em marcas como a Tagima Guitars, a entrada da linha acústica – violões e ukuleles – além da bateria Nagano acústica, só indica que a empresa segue sua meta de ser líder. Novos modelos irão aportar no Brasil em meados de 2018. Nesta batalha de mercado e concorrência quem ganha é consumidor, pode apostar.


Assista o vídeo de lançamento da Nagano Tech

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Concorda, discorda? Comente abaixo.

Comentários
view more articles

About Article Author

MM
MM

Música & Mercado é uma revista empenhada em promover e divulgar o mercado e negócios para a indústria de áudio profissional, iluminação e instrumentos musicais. Nós amamos o que fazemos.

View More Articles