ASK de festa e com estratégia forte

ASK de festa e com estratégia forte
março 29 08:21 2018

A ASK comemora 30 anos em 2018 e prepara uma série de novidades para adaptar seu catálogo e surpreender o público

Captura de pantalla a lasEm agosto de 1988, dois empreendedores decidiram fundar a ASK: um focado na área administrativo-comercial e o outro na industrial. Inicialmente, a empresa ocupava um galpão de 50 m² nos fundos de um quintal, com maquinário emprestado. Ainda não sabiam exatamente o que fazer, mas atuavam no setor de metalurgia: fabricavam diversos produtos sob encomenda, como suportes e racks para TV e vídeo — que, durante os três primeiros anos, foram os produtos que tiveram mais saída —, suportes para violão e guitarra etc.

Em 1991 veio a crise e os sócios partiram em busca de outros mercados. A ida a São Paulo, para expandir as vendas que anteriormente só atendiam os mercados de Petrópolis e Juiz de Fora, foi o que alavancou a produção no segmento musical. A empresa já havia fornecido alguns suportes e racks para músicos da região, então já tinha alguma experiência nessa área e decidiram fabricar mais produtos. Como não havia ninguém fazendo isso, descobriram o chamado “oceano azul” e a empresa cresceu muito em função dessa entrada no setor musical.

“O primeiro catálogo foi desenhado à mão, com colagens de fotografias dos produtos, em papel fotográfico. A primeira participação na Expomusic foi em 1993, ainda no Pavilhão da Bienal, no Parque Ibirapuera. A partir daí, participamos em praticamente todos os anos seguintes”, contou Leonardo Kodato, diretor-executivo da ASK. “Expandimos o mercado para outras capitais, como Belo Horizonte, e, em 1994, saímos do antigo galpão para nos instalar em uma nova sede, em Três Rios, onde estamos até hoje.”

Em 1995 a empresa contava com quase 40 colaboradores, o triplo do número de 1994. Em 1998, compraram a fábrica de suportes da Metalline (SP); em 2001 fizeram sua primeira exportação, para a Argentina, participando também pela primeira vez de uma feira internacional, a Expomusica de Buenos Aires.

Leia também:  O que a música diz sobre as pessoas?

“De lá para cá ampliamos rapidamente o mercado, vendendo para todo o Brasil, de norte a sul. Passamos pela experiência de importação, participamos de diversas feiras de música pelo País, fizemos parcerias com grandes artistas do cenário musical brasileiro”, adicionou.

A sede atual continua sendo em Três Rios, RJ, contando com uma estrutura completa — vestiário, restaurante e sala de treinamento próprios. “Investimos também em um grande ERP justamente para entregar processos melhores e mais ágeis, gerando menos custos e mais eficiência nos serviços prestados”, disse Leonardo.

Captura de pantalla a lasAtualmente contam com um quadro de 70 colaboradores, divididos nos departamentos de produção, qualidade, P&D, administrativo, financeiro, comercial, jurídico, departamento pessoal, recursos humanos, controladoria e direção.

Quase todos os produtos são fabricados dentro da empresa, operando com maquinários importados e nacionais, alocados entre os setores de estamparia, soldagem, pintura, montagem, embalagem, injeção plástica e ferramentaria. Hoje fabricam cerca de 270 mil unidades por ano.

AS TRÊS DÉCADAS

A empresa está fazendo 30 anos em 2018, três décadas durante as quais passaram por diversas experiências com importação, exportação, exploração de novos mercados, diversificação de mix, mudança de planta industrial, abertura de novos escritórios e muito mais. Leonardo explica: “Com isso aprendemos que o Brasil, apesar de todos os seus problemas, é uma terra de grandes oportunidades para todos aqueles que querem trabalhar duro e honestamente. Agora estamos modernizando a gestão administrativa, reduzindo custos, investindo em tecnologia e inovação. É o caminho que qualquer indústria deve seguir ao olhar para o amanhã”.

“Trinta anos de história significam, para mim, muito mais que um aniversário. Significa que carregamos um longo legado de prosperidade, qualidade e ótimo relacionamento com os nossos colaboradores, clientes e parceiros de negócios. É uma grande responsabilidade, mas também um grande orgulho ser parte de uma empresa que literalmente apoia a música. São também 30 anos acreditando em nossa região, o que é motivo de grande satisfação, tendo em vista a situação pela qual nosso país passa atualmente.”

Leia também:  Cuide da sua guitarra com o Musician’s Tool Kit da Ernie Ball

“Posso dizer com convicção que a ASK chegou aos seus 30 anos de vida graças aos parceiros e clientes que confiaram em nós e nos apoiaram nessa jornada. Por esse motivo, faremos nossa primeira convenção de representantes, um evento especial para nossos colaboradores internos, e promoções especiais para clientes parceiros. Isso fora os lançamentos de produtos, a renovação da linha, a ampliação do mix de produtos e outras novidades”, informou.

VEM MAIS POR AÍ

Em sua nova gestão, a ASK está focando o aprimoramento das suas linhas atuais, reforçando ainda mais a qualidade que os produtos ASK sempre tiveram. Em 2017 definiram seu posicionamento de marca com a campanha “Confiança em suportes” e agora direcionam toda a sua estratégia de comunicação e desenvolvimento de produto para ese mote.

Captura de pantalla a lasAlém disso, estão abrindo novas divisões com foco no mercado local. “Três Rios tem se desenvolvido muito e vimos aqui, em nosso próprio município, boas oportunidades de negócios. Mas claro, somos uma empresa de música. Tudo aqui respira música e pretendemos manter esse DNA. É isso que nos move para inovar cada vez mais”, enfatizou Kodato.

Com isso em mente, a empresa programa uma renovação completa no seu mix de produtos e iniciará a divulgação a partir do segundo trimestre. Também querem impactar o mercado trazendo uma proposta diferente de suporte, voltada para um público mais exigente quanto ao design.

Leonardo explica: “Os usuários brasileiros estão cada vez mais exigentes e isso tem nos impulsionado a desenvolver produtos mais adaptados para a realidade de cada cliente. Por ser um país continental, percebemos que cada região tem suas peculiaridades não só na forma de negociação e relacionamento com consumidor, mas também na utilização dos produtos”.

Leia também:  COM A PALAVRA: "Investiremos em tecnologias novas, buscaremos novas tendências de mercado"

“O mercado de suportes tem ficado cada vez mais exigente, o que é bom para nós. Um suporte que antes tinha mais de uma utilidade, por exemplo, hoje não serve tão bem. Isso mostra que temos aí uma demanda crescente por acessórios que se encaixam melhor ao perfil do usuário.

O mercado passa por um momento de transição importante e, mais do que nunca, precisamos estar próximos de nossos parceiros, apostando sempre em inovação, tecnologia e desenvolvimento das pessoas”, concluiu.

Mais informações: ask.ind.br

www.facebook.com/ASK.OFICIALPAGE/

Comentários
view more articles

About Article Author

Redacao MM
Redacao MM

Música & Mercado é uma revista empenhada em promover e divulgar o mercado e negócios para a indústria de áudio profissional, iluminação e instrumentos musicais. Nós amamos o que fazemos.

View More Articles