Os 50 anos da Eminence alto-falantes

Os 50 anos da Eminence alto-falantes
setembro 20 15:29 2016

A fabricante de alto-falantes Eminence chegou ao seu 50º aniversário em 2016. Cinquenta anos de evolução, desenvolvimento e muito mais coisas ainda por vir

Rob Gault (chairman) e Chris Rose (presidente)

Rob Gault (chairman) e Chris Rose (presidente)

A empresa foi fundada em 1966 por Bob Gault. Começou como fabricante OEM, até que a marca foi lançada sob o nome Eminence, criando um grande alvoroço na indústria e se tornando uma das maiores companhias de alto-falantes no mundo.

Ainda tem sua base em Eminence, no Estado de Kentucky (EUA), sob a liderança do seu filho, Rob, como chairman, e Chris Rose, como presidente.

Também tem uma fábrica na China e mitas boas histórias para compartilhar! Tudo o que você quer saber está aqui, nesta entrevista com Chris Rose.

Música & Mercado: Conte  sobre você e o seu relacionamento com a Eminence.

Chris: Quando era novo, recém-saído da escola preparatória, toquei guitarra em uma banda de música country. Ouvi alguns comentários sobre a Eminence Speaker e pensei que algum dia os visitaria, pois estava precisando de alto-falantes novos. Reuni-me com o proprietário, Bob Gault, e ele dedicou parte do seu tempo para trabalhar comigo pessoalmente e determinar do que eu necessitava. Ofereceu-me os alto-falantes a preço mínimo, o que foi uma atitude muito amável e me impressionou bastante. Na universidade estudei marketing e, depois de alguns anos no mundo profissional, comecei a buscar oportunidades na indústria do áudio. Era um campo em que estava altamente interessado e pelo qual me apaixonava, e quando soube que tinha uma vaga na fábrica da Eminence, não duvidei. Comecei no departamento de embalagem em 1997, colocando alto-falantes em caixas, e rapidamente pulei para uma vaga em marketing e vendas, e eventualmente para a posição na qual estou agora, como presidente da empresa. É uma honra trabalhar para esta companhia de altos princípios, que valoriza os funcionários e clientes do modo que nós o fazemos.

M&M: Este é um ano de aniversário. Vocês têm organizado alguma comemoração especial?

Chris: Começamos 2016 com uma exposição centrada no aniversário na feira NAMM, em janeiro. O estande apresentava muitas fotos históricas do nosso acervo, inclusive tivemos em exposição o primeiro alto-falante que fabricamos. Na sexta-feira, durante a semana da NAMM, fizemos uma festa memorável, com muitos dos nossos clientes OEM, dealers e distribuidores, colegas da imprensa e artistas endorsees. Pouco tempo depois do show, demos de presente uma guitarra Fender Stratocaster e um amplificador pelo 50º aniversário. Também estamos planejando um concerto no centro de Eminence, Kentucky, para comemorar esse fato importante com nossos funcionários e com a comunidade que tem nos apoiado nesses 50 anos.

M&M: O que pode nos dizer sobre as mudanças acontecidas nessas cinco décadas?

Chris: A nossa empresa foi fundada com a filosofia de fornecer um produto de qualidade a um preço justo. Esse sentimento não mudou em 50 anos, mas os produtos que fornecemos e como têm mudado, simCaptura de pantalla 2016-09-14 a las 14.34.02, consideravelmente. A Eminence começou puramente como fabricante de componentes OEM, criando alto-falantes de design personalizado para marcas como Ampeg, Fender, Yamaha e muitas outras. O primeiro passo fora desse âmbito foi no final dos anos 90, quando a Eminence começou a distribuir sua própria linha de alto-falantes de substituição com marca. Os dealers e distribuidores nos Estados Unidos aceitaram rapidamente nossa linha de produtos com base em nossa reputação como fornecedor OEM confiável. Tínhamos uma distribuição internacional bastante limitada naquela época, mas hoje exportamos para mais de 90 países no mundo todo.

A evolução seguinte chegou quando muitos dos nossos clientes OEM de áudio pro e automotor começaram a desmantelar suas próprias capacidades de manufatura e pedir produtos feitos por subcontratados na Ásia. Isso nos deixou em uma desvantagem distintiva em termos de preço e margem. Serviço ao cliente, custos de envio e estocagem se tornaram obstáculos por vencer para tentar reter o negócio. Era evidente que necessitávamos investir na nossa própria fábrica. Em 2007, começou a operar a fábrica Eminence Dongguan, fornecendo alto-falantes para áudio profissional e instrumentos musicais a nossos clientes OEM desde o sul da China. A Eminence Dongguan também atua como nosso distribuidor na China para a linha de produtos com a marca Eminence feitos nos Estados Unidos.

Pouco tempo depois, percebemos que muitos dos nossos competidores asiáticos estavam operando como ‘centros multisserviços’, oferecendo não só os alto-falantes, mas também os produtos acabados que os usam. Então, em 2009 estabelecemos nossa própria oficina de gabinetes dentro da fábrica Eminence Dongguan, onde hoje fabricamos sistemas completos de áudio pro, como também amplificadores para baixo e guitarra. Eles trabalham junto com nossa equipe em Kentucky e nosso centro de design em St. Louis, onde é criada a maioria dos amplificadores.

M&M: A indústria de alto-falantes também mudou. Como você a está vendo agora?

Chris: Há algumas tendências proeminentes na nossa indústria que vale a pena mencionar. Desde o lado de manufatura e design OEM, os sistemas de alto-falantes para áudio pro estão se tornando menores, mas apresentam cada vez mais potência. Nosso desafio é criar componentes duradouros de baixo custo que se destaquem em espaços reduzidos e satisfaçam as demandas do sistema em termos de direção de potência e funcionamento. Nossa equipe de design de produtos é incansável nos seus esforços de pesquisa de novos materiais, ao mesmo tempo que colabora com nossos engenheiros de manufatura para reestruturar os processos de fabricação a fim de maximizar a eficiência.

Leia também:  Expomusic 2012: Segundo dia com nomes importantes do mercado internacional

Da perspectiva de venda no varejo, a indústria de produtos para música — como praticamente todas as outras indústrias — está se consolidando. Estamos vendo cada vez menos varejistas independentes, enquanto as superlojas on-line continuam crescendo. Isso pode ser desafiador para o usuário final que necessita de orientação no aspecto técnico da sua decisão de compra. O fabricante estará gastando mais tempo e energia para dar suporte a seus produtos, pois o número de ‘embaixadores da marca’ no campo continua diminuindo.

Outra tendência que temos visto nos últimos anos é a proliferação dos smartphones e o impacto negativo que têm tido no número de pessoas novas aspirando a se tornar músicos. Menos músicos significa menos instrumentos e, logicamente, menos alto-falantes.

Captura de pantalla 2016-09-14 a las 14.34.13Diferentes mercados, uma filosofia

M&M: A empresa tem a filosofia de tratar cada consumidor do mesmo modo, certo?

Chris: A filosofia de Bob Gault foi sempre ‘fazer o correto’. Ele queria fazer um produto de qualidade e adicionar uma margem justa. Nunca colocaria um preço em um alto-falante mais alto do que deveria, mesmo que o produto exigisse um preço maior. Queria tratar a todos equitativamente, seja um cliente, fornecedor ou funcionário. Ele percebeu que leva anos para construir a reputação de uma empresa, mas só minutos para destruí-la.

M&M: Como o marketing ajudou você?

Chris: Minha trajetória em marketing definitivamente tem sido um grande recurso na minha posição na Eminence. Sempre me senti curioso a respeito dos princípios do marketing, e estava ansioso por aplicá-los no que faço aqui. Até introduzirmos nossa própria linha de produtos sob a marca Eminence para distribuição, não tínhamos tido a necessidade de usar marketing em absoluto. Agora, com mais de 150 produtos únicos, o marketing está jogando um papel crucial. Quando eu estava nesse cargo, passava muitas horas estudando o panorama competitivo, cenários de preços e fazendo ajustes para garantir que cada produto tivesse um preço razoável pelos benefícios que fornecia, tudo isso enquanto se mantinha competente.

Como fornecedores OEM, éramos reconhecidos no ambiente de manufatura como produtores de alto-falantes de guitarra de alta qualidade, mas o conhecimento do nome Eminence entre os guitarristas só por isso era quase inexistente. Era algo que tínhamos de mudar se quiséssemos distribuir nossa própria marca. Lançamos nossas séries Patriot e Redcoat para destacar a oferta distintiva de alto-falantes para guitarra com voz americana e britânica, e o resultado foi arrasador. A construção de uma marca é um processo que nunca se completa, mas pode ser muito satisfatório quando o árduo trabalho que se realiza por trás da cena rende seus frutos.

M&M: Tratam o segmento de instrumentos musicais e o de áudio pro do mesmo modo?

Chris: Segundo nossa experiência, não dá para tratar cada segmento do mercado do mesmo modo. Só em termos de design de alto-falante, a filosofia por trás de cada objetivo é um pouco diferente. Os alto-falantes para áudio pro são pensados para reproduzir o som fielmente, enquanto o alto-falante para guitarra fornece um conteúdo harmônico adicional, ou seja, dá cor ao som. Os baixistas são uma espécie de híbridos entre ambos.

Captura de pantalla 2016-09-14 a las 14.34.24Escolher o alto-falante correto para áudio pro para sua aplicação pode ser bastante simples. Uma revisão cuidadosa dos parâmetros de funcionamento do produto, comparados com as especificações do gabinete e o amplificador, pode rapidamente reduzir a seleção, às vezes fazendo com que o preço seja o último fator de decisão.

Escolher um novo alto-falante de guitarra para seu amplificador, por outro lado, pode ser muito mais desafiador. O tom da guitarra é um tema muito subjetivo, e não tem escassez de opções no mercado. Muitos guitarristas não percebem o impacto que tem um novo alto-falante em um amplificador. Para dar assistência no processo de escolha, criamos o Guia do Tom no nosso site, completo, com arquivos de som para cada modelo. Também estamos no YouTube, com vídeos mostrando como soa cada alto-falante com diferentes amplificadores e estilos de performance.

Produtos e materiais

M&M: Como pensam um novo produto?

Chris: Muitos dos produtos da marca Eminence que você vê em nosso site começam com uma conversa com o consumidor. Respondemos a perguntas técnicas de músicos e fãs de áudio todos os dias, buscando uma solução para sua aplicação particular. Dessa perspectiva, é fácil identificar tendências ou oportunidades para fornecer designs únicos a fim de satisfazer uma necessidade que ainda não está sendo atendida. Na sequência, um comitê interno debate sobre essa oportunidade, projetando o preço de venda ao público e parâmetros de funcionamento. Estudamos o mercado para determinar se podemos ser competitivos, e, se o retorno for positivo, prosseguimos com amostras de design e teste.

Leia também:  Celestion introduz novo site e sons digitais

Produzimos muito mais novos produtos a cada ano para nossos clientes OEM do que fazemos para nossa própria linha de distribuição. Trabalhamos de perto com nossas equipes de design de produto e engenharia para criar uma solução de alto-falante personalizado que possa destacar-se em um novo amplificador ou caixa. Com frequência nos fornecem alguns parâmetros de funcionamento básicos e classes de preço com os quais trabalhar. Nossos engenheiros depois começarão o processo de amostras, refinando o design até que o cliente tenha exatamente o que necessita.

M&M: Existe algum outro material, talvez mais avançado que o neodímio, que possa ser usado na fabricação de alto-falantes e drivers?

Chris: Vários materiais magnéticos diferentes têm sido desenvolvidos ao longo dos anos. A maioria dos fabricantes na nossa indústria conhece pelo menos um, mas ainda está em fase de pesquisa. Um material alternativo certamente seria muito bom. A China mantém 95% das reservas de terra rara, e depois da crise do neodímio, em 2011, isso levou os preços do ímã para o teto. Os fabricantes têm vacilado em investir muito nisso.

M&M: Para onde você acha que está indo a tecnologia para gerar som?

Chris: Para o áudio pro, a tendência é ter sistemas menores que toquem mais forte, sejam mais eficientes e dirijam mais potência. Da perspectiva do usuário final, o modo pelo qual as pessoas escutam música tem mudado drasticamente nos últimos dez anos. O telefone celular e um par de fones normais ou in-ears têm substituído muitos sistemas estéreo domésticos. Desfrutar a música parece estar se tornando uma experiência mais personalizada, cada vez menos dependente de sistemas amplificados.

Captura de pantalla 2016-09-14 a las 14.34.34Mercado americano

M&M: O que você pode dizer sobre a fábrica nos Estados Unidos?

Chris: Na fábrica da Eminence Speaker em Kentucky, temos aproximadamente cem pessoas. Fabricamos alto-falantes para áudio pro, para guitarra e baixo, drivers de compressão e um aparelho de proteção para alto-falantes chamado D-fend. Atualmente produzimos cerca de 2 mil alto-falantes por dia.

M&M: Como está o negócio para a Eminence nos Estados Unidos?

Chris: Está estável agora, e somos otimistas sobre as oportunidades em que estamos trabalhando. Embora tenha visto um pouco de declínio nas vendas de algumas das maiores marcas de MI, tenho percebido um aumento significante de várias marcas de ‘butique’ menores. E embora qualquer segmento de mercado particular possa passar por uma desaceleração às vezes, a distribuição dos nossos alto-falantes de substituição com marca Eminence continua em crescimento desde seu começo. Substituir um alto-falante velho no seu amplificador é muito mais acessível do que comprar um modelo novo e os resultados podem ser impressionantes.

M&M: O que você acha da tendência de fabricantes vendendo produtos diretamente aos consumidores finais?

Chris: Ainda achamos que o consumidor se beneficiará ao comprar com um vendedor bem informado em uma loja varejista que possa guiá-lo por uma infinidade de opções. É muito fácil pôr o alto-falante errado em uma caixa se você não sabe o que está fazendo. Esse guia técnico realmente necessita vir de um recurso qualificado.

Ao mesmo tempo, reconhecemos o valor de poder fornecer ao consumidor um ambiente de compra on-line seguro no site do fabricante. Se o preço for igual, os consumidores comprarão com confiança diretamente uma marca na qual confiam. Por isso implementamos o Shopatron, uma plataforma de e-commerce para fabricantes com marca como nós que não vendem diretamente. Os consumidores podem pedir seus produtos em nosso site eminence.com e o pedido é depois enviado ao dealer mais perto deles. Desse modo, podemos capturar a venda enquanto o consumidor estiver interessado e dar suporte aos nossos dealers paralelamente. É o melhor de ambos os mundos.

Mais fabricação

M&M: E sobre a fábrica na China?

Chris: Estabelecemos a fábrica Eminence Dongguan na China principalmente por dois motivos: o primeiro, nossos clientes OEM estavam transferindo sua manufatura para a Ásia, de modo que fazia sentido tentar e dar suporte aos seus esforços na mesma região. O segundo: a China é atualmente a mais rápida economia em crescimento. À medida que a renda disponível aumenta, mais produtos de música e sistemas de áudio serão adquiridos e, com certeza, também alto-falantes.

A fábrica Eminence Dongguan produz alto-falantes de áudio pro, alto-falantes para guitarra e baixo, e drivers de compressão. Também temos uma oficina de caixas que produz gabinetes para áudio pro, sistemas acabados completos e amplificadores para guitarra e baixo.

M&M: Também trabalham OEM para diferentes marcas, certo?

Chris: O fornecimento de produtos OEM personalizados continua sendo o centro do nosso negócio, e temos desfrutado uma rica história de colaboração com as marcas mais respeitadas na indústria. Através das últimas cinco décadas temos trabalhado com Fender, Yamaha, Ampeg, QSC, Klipsch, Peavey, Presonus, Orange, Kustom, TC Electronic, Yorkville, Mesa, Eden, Palmer, Tech 21, Carr Amplifiers, Supro, Dr. Z, Epifani, Victoria e muitas, muitas mais.

Leia também:  Novo sistema UHF GB21 da Prodipe

M&M: Quais são os mercados mais importantes para a Eminence neste momento?

Chris: Nossos dois segmentos de mercado principais são áudio pro e MI. Também prestamos serviço para os mercados de carros recreativos e automotor, como para o hi-fi doméstico. Com certeza, gostaríamos de ver nossa participação em todos eles crescer, contudo, é interessante destacar que temos visto um ressurgimento, nos últimos dois ou três anos, de sistemas hi-fi domésticos de alta qualidade, e estamos trabalhando de perto com um número de marcas para desenvolver ainda mais esse mercado.

Olhando para o futuro

M&M: Quais são os planos que a Eminence tem para o futuro?

Chris: Seguimos focados em buscar novos negócios OEM enquanto continuamos crescendo com a marca Eminence por meio da nossa rede de distribuição doméstica e internacional. Para consegui-lo, temos várias iniciativas específicas em processo. Estamos fazendo investimentos na nossa fábrica em Kentucky, o que permitirá expandir nossa capacidade de oferecimento de produtos, devendo nos posicionar bem para projetos OEM adicionais. Também estaremos expandindo nossas capacidades para criar sistemas em nosso centro de design em St. Louis. Além disso, temos planos para expandir drasticamente nosso negócio OEM no mercado europeu.

Também estamos muito emocionados com uma oportunidade de crescimento da marca Eminence no México e na América do Sul. No começo deste ano nomeamos a Sensey Electronics como nosso distribuidor exclusivo de produtos Eminence no México. Fabricantes de amplificadores, mixers, crossovers e caixas para áudio pro de alta qualidade, com suas marcas Backstage e Elipsis, a Sensey tem sido um cliente OEM valioso por muitos anos. Tem um profundo entendimento do mercado mexicano, como também conhecimento íntimo da linha de produtos Eminence e do valor que oferecemos. Sua paixão pela excelência fará deste um relacionamento de sucesso.

Também nos entusiasma estar trabalhando com outros novos distribuidores na América do Sul. A Music Center E.I.R.L. é nosso novo distribuidor no Chile, cobrindo outros territórios, que incluem Peru, Bolívia e Paraguai. A Santiago Audio System Ltda. é nosso novo distribuidor no Brasil, e temos altas expectativas para obter sucesso, pois ambas as empresas têm uma reputação impecável em seus mercados, fornecem excelente serviço ao cliente e têm grandes registros de crescimento.

Novo distribuidor no Brasil

logo BlessA Santiago Audio System — ou Bless Technology — está iniciando o processo de distribuição para o Brasil a partir de outubro de 2016. A empresa já tinha feito uma importação dos alto-falantes Eminence em 2015 para uso em caixas acústicas que fabrica para revenda e instalações personalizadas. Nesse meio-tempo surgiu uma grande oportunidade oferecida pela Eminence de não somente importar para uso próprio, mas também para a revenda em todo o território nacional.

“A Eminence é uma grande marca mundial e sabemos da responsabilidade de distribuí-la. Quando começamos o processo de importação, tivemos um feedback muito positivo, com várias empresas à procura dos alto-falantes para uso em amplificadores, visto que são usados em produtos mundiais, como cubos de guitarra e contrabaixo Fender, Orange e outros”, comentou Rogério Santiago, CEO da empresa. “A recepção da marca no Brasil é muito boa. Agora temos de fazer um bom trabalho na publicidade da marca, que ficou um pouco apagada nos últimos anos em nosso país. O mercado brasileiro está ‘faminto’ de Eminence. A procura por falantes e drivers já começou no ano passado, quando ainda estávamos ensaiando a primeira importação. Estamos otimistas em relação às campanhas de publicidade e vendas.”

A empresa já está pensando e organizando uma grande campanha em nível nacional para fazer crescer rápidamente a presença da Eminence no mercado brasileiro. Entre outras ações, planeja divulgar no seu site e em todas as redes sociais diferentes workshops em algumas regiões estratégicas do País, a fim de aproximar mais o consumidor final da fábrica. Também disponibilizará uma superloja virtual, em que todos os interessados poderão tirar suas dúvidas on-line e adquirir os produtos Eminence de forma segura e rápida.

Os primeiros produtos disponíveis incluem uma grande linha de alto-falantes profissionais de 6, 8, 10, 12, 15 e 18 polegadas da série pro, e também a linha de falantes das séries Patriot, Legend e Bass Guitar.

“Nosso país é um lugar maravilhoso, onde temos muitas festas, com muitas empresas de sonorização e DJs, e isso torna grande a procura por produtos da linha de PAs e monitores. Então, podemos dizer que a procura por alto-falantes e drivers tem sido nessa linha profissional, seguida pelos fabricantes e músicos que procuram a famosa linha Legend”, finalizou Santiago.

 

Onde comprar os alto-falantes Eminence:

 

 

 

Comentários
view more articles

About Article Author

Redacao MM
Redacao MM

Música & Mercado é uma revista empenhada em promover e divulgar o mercado e negócios para a indústria de áudio profissional, iluminação e instrumentos musicais. Nós amamos o que fazemos.

View More Articles